Notícias de 5 de julho de 2013 - Ensino Fundamental - Ano XX

Para Todos

Plantão e Festa Junina

Mais uma vez, nosso calendário será alterado. Com a possibilidade de uma greve geral sendo articulada para o dia 11/7, data escolhida para a festa do Fundamental I e para o Plantão de F1, F2 e F3, e considerando que na sexta-feira é o fechamento do semestre, achamos prudente fazer algumas alterações apenas para esses eventos; por enquanto, as aulas serão normais na quinta-feira.
O Plantão foi adiado para o dia 8/8, das 18h às 21h. O agendamento deve ser feito, normalmente, com a secretaria.
A Festa Junina, com o Auto do Boi, foi antecipada para quarta-feira, dia 10. Os pais de Quinto Ano estão convidados para o Auto. Horários:
F5MA - 8h; F5MB - 9h; F5T - 16h30.
Para a os lanches festivos, pedimos que as meninas tragam um prato de salgado e os meninos um prato de doce para compartilhar com os colegas.

Férias e Reinício

Os alunos que não foram convocados para a atividade de apoio pedagógico entrarão de férias no dia 12/7, último dia de aula para o Ensino Fundamental. Os que frequentarem o apoio entrarão de férias no dia 19, junto com a Educação Infantil. O reinício das aulas, para todos, será no dia 5/8.

Os Ordinarius

"Os Ordinarius", grupo vocal da Maíra, professora de canto e regente do Coral, fez uma apresentação para a Sá Pereira. Foi muito interessante vermos seis vozes à capela, cantarmos com eles e refletir sobre as diferenças e semelhanças do nosso coro com o deles. Gratos pelo presente.

Relatórios

Os relatórios individuais das F1, F2 e F3 serão enviados na sexta-feira. Os relatórios de grupo de todas as turmas estarão disponíveis no site na primeira semana de agosto.

Ensino Fundamental I

Organizando os Jogos

Nas aulas de Educação Física, no turno da manhã, além de exercitarem a escolha, as crianças foram desafiadas a se organizarem sozinhas e jogar com o mínimo de interferência do professor. Decidiram como definir os times, as cores dos coletes e quem jogaria primeiro.
Em momentos de conflitos e dúvidas, algumas dificuldades com as regras do jogo foram esclarecidas.
Quando os maiores tentaram fazer times fortes contra times mais fracos, pensando apenas nas amizades, houve protestos e, conversando, chegaram a um acordo.

Hummmmm

Depois de ler todas as receitas pesquisadas pelas famílias, as F1 juntaram um ingrediente daqui, outro dali, e fizeram uma receita delas. Analisaram a quantidade de cada alimento e descobriram unidades de medida como grama e quilograma. Encerramos o dia com o delicioso caldinho de feijão bem temperadinho!

Mais Personagens

A meninada das F1 recebeu uma carta do João, aquele do pé de feijão. Ele agradeceu todos os estudos sobre a sua história, mas dizia que não sabia como ajudar aquelas crianças da nossa história, que estão presas na biblioteca. Então, nos mandou pistas: a foto de uma árvore, um pedaço de madeira e um boneco; as crianças analisaram a relação destes objetos e descobriram o novo personagem - Pinóquio! Será que, finalmente, vamos desvendar o mistério da biblioteca? Esperamos que não seja uma mentirinha!

Era uma vez...

Depois de ouvir várias versões da história "Chapeuzinho Vermelho" e pensar sobre suas diferenças e semelhanças, as crianças das F2 foram convidadas a escrever uma versão própria, fazendo algumas transformações nos personagens e lugares. Não faltou imaginação. Surgiram chapeuzinhos azuis, roxos, amarelos, laranjas... O lobo mau se transformou em urso, raposa... A vovó virou vovô... As histórias ficaram bem interessantes. Estamos revisando os textos para, depois, as crianças lerem junto com seus pais.
Na terça-feira vamos ao Parque Lage levar doces para a vovozinha e, já experientes, nos esquivaremos do lobo pelo caminho. O lanche será coletivo.

Aipim...

Mandioca Doce, Macaxeira, Manioca, Pão de Pobre... A criançada das F3 assistiu a documentários sobre a vida dos Ribeirinhos, esses brasileiros que plantam, colhem e beneficiam essa raiz transformando-a em "massa branca", base para diversas receitas. Pesquisando, a turma aprendeu que a mandioca era o pão dos índios; depois passou a ser alimento comum para portugueses, franceses, espanhóis e todos os estrangeiros que por aqui ficaram e que trataram de rechear a tapioca com geleias, queijos e outras delícias.
Além de estudar a sua importância na mesa dos amazonenses, apreciaram o aipim cozido, seu sabor e textura.

Multiplicação

As F4 se aventuram na aprendizagem das regularidades da multiplicação através de jogos, brincadeiras e exercícios. Dessa forma, estão conquistando, a cada dia, mais intimidade com a tabuada e o algoritmo da multiplicação. O nosso desafio atual é resolver multiplicações por dois algarismos, pensando muito em estratégias que ajudem na resolução como a utilização de uma cor para cada ordem e o registro dos nossos raciocínios passo a passo.

Gênesis e a F4

A F4T visitou a exposição "Gênesis", de Sebastião Salgado. Foi um passeio muito interessante no qual as crianças puderam ver lugares do nosso planeta que nem imaginavam existir. Ficaram impressionados com as imagens e com as técnicas que o fotógrafo utilizou para suas fotografias. Durante a visita, aprenderam o que era um "curador" e porque a exposição estava dividida por cores. Veja os comentários.
"Descobrimos que as cores das paredes representavam um local diferente das fotos. Ele queria passar a mensagem da riqueza do nosso planeta, das tribos indígenas e da natureza."
Maria Clara
"Achei as fotos muito interessantes e diferentes. Todas elas falavam da natureza."
Carol
"Achei muito interessante porque ele tirava fotos de lugares onde não aparecia seu reflexo."
Alice Melo
"Gostei muito do jeito que ele captava as imagens de lugares escondidos."
Sofia Pecly
"Muito legal o jeito que ele percebia e sentia a foto. ELe percebia nas cores preto e branco, o contraste."
Julia
"Tem uma foto que é um homem subindo num tronco de árvore e a natureza em volta. Ele parecia uma formiga em volta daquilo tudo. Algumas fotos parecem pintura."
Sol
"Gostei muito porque ele escolhia lugares bem interessantes para tirar as fotos, os ângulos de onde tirava. O efeito preto e branco ficou muito legal. Se fosse colorido não ficaria tão bom."
Clara
"Dava para perceber diferentes texturas."
Miguel

Ensaio das F5

As F5 estão se divertindo com os ensaios do Boi, em especial com as exigências de Catirina que quer por que quer comer língua de boi. Com muita música e alegria, os personagens dessa história vão ajudar a realizar os desejos da moça grávida.

Gramática nas F5

A visita da Emília, Quindim, Visconde e os meninos aos bairros de Portugália, no País da Gramática, continua trazendo reflexões sobre a Língua, sua evolução, estrutura e nomenclaturas. A cada capítulo, as crianças de lá e de cá vão conhecendo e se apropriando de novos conceitos. Todos já compreenderam que a Língua é um sistema vivo, como o povo que a usa, e por isso se transforma. Nesse país, até as regras gramaticais se transformam. Já passamos em "pleno Mar dos Substantivos", por "Entre os Adjetivos" e vamos chegar à "Casa dos Pronomes". Nos bairros, as palavras humanizadas ganham a personalidade correspondente a suas funções, como no trechinho a seguir:
"Substantivos é que dão nome a todos os seres vivos e a todas as coisas. Por isso se chamam Substantivos, como quem diz que indicam a substância de tudo. Mas reparem que há uns orgulhosos e outros mais humildes. (...) Uns não tiram a mão do bolso e só falam de chapéu na cabeça. Outros parecem modestos. Quem são esses prosas, de mão no bolso?"

Encontro Legal

As F5MA e F5MB criaram, nas últimas Tribos, um Jogo de Trilha das Regras de Convivência e jogaram esta semana com as crianças da F1M e F2M. Os alunos do Quinto Ano se envolveram, com muita maturidade, desde a criação das situações de convivência positivas e negativas do nosso cotidiano, até a apresentação do jogo, a explicação sobre como jogar e o acompanhamento dos grupos durante as partidas. Segundo eles mesmos avaliaram: “É uma forma de aprender e lembrar das regras brincando, e serve pra gente também!”

Ensino Fundamental II

Cidade em Postais nas F6

Mesmo em tempo de compartilhamento de fotos por meios digitais, os Cartões Postais continuam a ter seu charme.
Nas aulas de Geografia, os alunos discutiram a localização e a importância do endereçamento.
Foi então que, na aula de Projeto, viram como preencher os belíssimos postais, incluindo os dados essenciais do destinatário que será um amigo da outra F6. É só esperar o carteiro!

Coordenadas

As F6 desenvolveram estudos sobre as coordenadas geográficas. Vimos o que são os meridianos e paralelos, aprendemos o sistema de medidas com latitudes e longitudes e como esses conhecimentos são aplicados na vida das pessoas. Para isso, utilizamos o globo terrestre, vídeos, textos e a música "Mapa-múndi", de Thiago Pethit, com o objetivo de praticar os conhecimentos construídos.

Orfeu

A partir do mito de Orfeu, os alunos das F7 criaram um texto dramático, no qual os personagens (Orfeu, Eurídice, Hades, Perséfone...) contavam a história através de diálogos. Em seguida, conversamos sobre o texto teatral criado por Vinícius de Moraes a partir do mesmo mito. O "Poetinha" transporta Orfeu da Grécia para o morro da Conceição e, ao invés da Lira, é o violão que o acompanha e faz com que nosso personagem seduza a bela Eurídice. Para fechar esse trabalho, assistimos a alguns trechos do filme "Orfeu Negro", de 1959.

Brasil e Suas Paisagens

Com as F7, desbravamos os conhecimentos sobre os domínios morfoclimáticos, quando reconhecemos as diferentes paisagens naturais do Brasil, bem como compreendemos a formação delas. Além disso, fizemos um trabalho de compreensão sobre a importância dos climogramas no estudo geográfico e na vida das pessoas utilizando fotografias e vídeos apresentando as características naturais das regiões analisadas. Por fim, revisamos os conhecimentos com exercícios sobre o assunto.

Sarau das F8

As F8 investiram na produção do Sarau que se realizou com sucesso na sexta passada. De início, estavam bastante enrolados e atrasados nos preparativos, mas especialmente com a liderança do Antônio Nunes deram uma arrancada. Divulgaram o evento nas turmas, fizeram as inscrições, ajudaram na montagem do som e dos equipamentos e se divertiram a valer, num clima de respeito e entusiasmo pela produção dos colegas. Precisam, ainda, de mais autonomia e cooperação para colocar o projeto em ação, mas a cada experiência vão aprimorando essas competências.

Uma Memória Puxa Outra...

Não deixem de ler a Memória intertextual de Stephanie (da F8TB), escrita a partir da leitura do livro Capitães de Areia, de Jorge Amado; uma reflexão atual que entrecruza o enredo da obra com suas vivências e impressões da realidade.

Liberdade Obscura na Escuridão
“Sob a lua, num velho trapiche abandonado, as crianças dormem” como diz Jorge Amado, em Capitães da Areia. Não sabemos dos seus sonhos mais obscuros e nem da sinceridade das suas mentes, só sabemos que elas dormem. Dormir, elas dormem, pensando na liberdade que encontrariam nos becos e nas ruas da grande cidade da Bahia, no dia em que o sol se reveza com a lua, no imenso areal onde está localizado o trapiche. Uma liberdade insubstituível, única alegria e felicidade porque, como o trapiche, também elas são abandonadas. Algumas nem sabem o que é ter carinho, ter um pai ou uma mãe, mas sabem que deveriam ter o direito de saber o que é isso. E por não terem casa, nem família eram menores infratores - o que, muitas vezes, é a única maneira de se virarem, continuarem respirando, nos outros tantos e tantos, e tantos, e tantos dias como aquele. Ao ler esse livro, sentada na janela e olhando para o mundo, percebi que meus problemas não poderiam ser chamados exatamente de problemas porque eram como se fossem uma minúscula bactéria, que se proliferava vagarosamente pelo meu corpo. Bem diferentes dos inúmeros problemas que esses menores tinham que enfrentar, e que, mesmo assim, não os deixavam frear porque sabiam que seus espíritos eram muito mais fortes do que podiam ou mensuravam imaginar.
A vida nos mostra a realidade de uma maneira bem diferente daquela que nossos pais nos ensinam, foi o que percebi quando meus pais e a vida juntos me mostraram o que era a real situação de menores abandonados. Fomos numa espécie de orfanato onde menores infratores também se encontravam, todos me olhavam como se eu fosse diferente. Será que eu era ou não? Tratei-lhes com o maior respeito, e falei com uma menina que tentava se aproximar, tentando conhecer um pouco da sua realidade. Minha mãe depois me contou que muitos tentavam fugir porque a liberdade ainda era o que poderia lhes contentar. O ambiente era pesado e senti meu coração pular.
Estou sentada de novo na janela ampla a olhar e imaginar as inúmeras realidades que nosso mundo ainda parece aguardar. Pensei na Bahia, onde se passava a história e sei que menores abandonados também é uma realidade por lá. Milhares de notícias a vagar... Lemos em O Globo “Polícia prende garoto de 13 anos suspeito de liderar quadrilha”, “Abandono de menor na Bahia”, “Projeto menor infrator”, “São frios os destemidos”- diz a delegada da Bahia para adolescentes infratores.
Debaixo de toda essa técnica fria e de sobrevivência são apenas crianças, que tentam sobreviver na vida porque nunca tiveram uma chance dela para se transformar.
Devem existir inúmeras ligações entre nosso mundo e nós mesmos... Ao iniciar a leitura desse livro começaram as manifestações. Pelo o que vimos, ficou claro que alguns poucos jovens infratores se aproveitaram da confusão para através de seus atos chamarem a atenção. O tempo passa, mas não muda nossa situação, o Brasil persiste em não se dar conta de que a grande solução encontra-se na educação. Toda criança deveria ter a oportunidade necessária para exercer sua cidadania, para aprender o conceito básico de respeito, e amor, que são a base para a construção de uma próspera e justa sociedade.
Stephanie Orosz

Visita à Casa Daros

Na última quarta-feira, as F8 visitaram a Casa Daros, espaço especializado em cultura latino-americana.
Com apoio dos professores de Geografia (Pedro Quental e Pedro Henrique), de Artes (Anna Thereza) e de História (Quincas), puderam conhecer e refletir sobre a exposição Cantos Cuentos Colombianos.
Na exposição, os alunos se depararam com obras que refletem sobre a situação social da Colômbia marcada pelos conflitos civis, a pobreza, a violência e a influência política estadunidense.

Veias da América Latina

As F8 realizaram um árduo trabalho de leitura e compreensão sobre a dinâmica do espaço agrário latino-americano com base em textos de Darcy Ribeiro e Eduardo Galeano. Após uma leitura dirigida, os alunos foram desafiados a refletir sobre a atualidade do passado colonial da América Latina, bem como sobre a dinâmica do espaço agrário. Certamente, foi um trabalho difícil, porém incentivador e formador ao proporcionar a experiência de ler e entender as ideias de reconhecidos pensadores latino-americanos.

Reunião de Pais de F9

Nas últimas Tribos de F9 chegamos à conclusão que não poderíamos fechar o semestre sem resolver detalhes importantes sobre a festa e a viagem de formatura. Marcamos, então, um encontro com os pais e alunos de F9 na próxima terça-feira, às 19h30. Pedimos que todos estejam presentes. Aproveitaremos a ocasião para conversar sobre as visitas que realizamos, juntos, às escolas que poderão receber nossos alunos no Ensino Médio.

Pós-Fordismo

Nas F9 começamos a trabalhar as principais características do modelo de produção pós-fordista como, por exemplo, a automação e robotização da produção, o conceito de just-in-time, a terceirização da produção e a substituição das linhas de montagem, tão características do fordismo, por equipes de trabalho. Para abordar o tema com os alunos, também fizemos uso de uma reportagem da Revista Veja sobre as inovações e estratégia de produção da empresa de caminhões Scania.

Grandes Dramaturgos

Continuando o trabalho sobre os grandes dramaturgos, viajamos no tempo e no espaço, saímos do séc. XVI na Inglaterra e fomos para o Brasil do séc. XX. A obra de Nelson Rodrigues foi explorada pelos alunos das F9. Lemos e encenamos cenas de algumas peças como: "A Mulher sem Pecado", "Beijo no Asfalto", "Bonitinha mas Ordinária" e "Vestido de Noiva". Conhecemos o universo desse dramaturgo que mostra, entre outras coisas, as intrigas e confusões familiares da classe média carioca.

MAR

Na próxima terça-feira, dia 9/7, a F9MB fará uma visita ao Museu de Arte do Rio - MAR.

Aula de Ciências e Matemática

Os alunos das duas F9 se juntaram para uma aula de Ciências. Por conta das aulas estarem focadas na Física, mais especificamente no estudo do movimento, os professores Henrique e André fizeram um aulão abordando os fatores matemáticos que modelam esse estudo. Os alunos aprenderam a transformar a tabela de dados, obtidos na experiência do movimento de uma gota d'água em um cilindro de óleo, em um gráfico de posição por tempo que representa todo o movimento da gota.

Manisfestações

Nas últimas Tribos, além de checarmos os preparativos para os eventos que envolviam os alunos, conversamos sobre as manifestações que aconteceram em várias cidades do Brasil.
Os alunos fizeram o levantamento das diversas motivações dos movimentos e discutiram, entre outras coisas, sobre a importância do acesso às informações.

Mas a quem são endereçados os protestos e as reivindicações? Esse será o tema dos encontros na volta das férias.

Cineclube Sá Pereira

Todos os alunos do Ensino Fundamental II estão convidados para a próxima sessão do Cineclube Sá Pereira organizada por uma comissão de alunos da F9. O filme, Juno, será exibido no dia 10 de julho, de 18h às 20h30, na Escola.

De Todos

Objetos Perdidos nas F9

Maria Luiza está procurando seu Iphone, perdido semana passada, e Carolina Costa perdeu seu livro de Português. Quem achar deve entregar na secretaria da escola.

Vacamarella e Mutações

Um quatrilho de mães da Sá Pereira une forças para comemorar os 9 anos da marca Vacamarella que pulou a janela e caiu aqui na Mutações!
Bolinho e troca troca de revistinha e livros.
Traga o seu livro e saia com um novo!
Sábado, dia 6 julho, de 10h às 15h, na Mutações - Largo dos Leões, 81, loja C - Tel: 2530-4201

Aniversários

De 8 a 14 de julho

7 CECILIA COSTA BERGAMINI F2M
8 CAROLINA CAMPELLO DO RÊGO VALENÇA F7M
8 CLARA FILGUEIRAS NERY ATEM F5T
8 GIOVANA PEREIRA DE MATOS FONTES F3M
9 ANTONIO MATTOS DE M. GONÇALVES TCM
9 BEATRIZ CASTANHEIRA DE FREITAS F5MA
10 PEDRO HOLANDA DAIBERT SOUZA LIMA F4T
10 SOFIA DANTAS ZYNGIER F1M
10 MANUELA PINHEIRO G. CORDEIRO F2T
10 ANTONIO SANTOS TREISTMAN F5T
11 LUÍSA MATTOS SARMENTO E SILVA TCT
11 JOÃO PEDRO CORDEIRO F. GOMES TDT
12 NIVIA CRISTINA DE OLIVEIRA EUGENIO AUX
12 TIAGO TEIXEIRA SALEM F7T
14 JULIA SANTOS NEFFA V. DE CASTRO F6M