Relatório de Grupo do Primeiro Semestre de 2012 / Projeto: O Bicho Inventor

Turma do Pião

Nova Turma

Essa turma querida é constituída por 20 crianças – 12 meninas e 8 meninos. Um grupo que se formou com crianças vindas da turma anterior, com as transferidas do turno da manhã, além dos alunos novos na escola. Aos poucos elas foram fortalecendo vínculos e construindo a identidade desse novo grupo. As parcerias preferidas entre elas se manifestaram em diversas situações como nas conversas na roda, nas dramatizações na biblioteca, nas explorações pelo espaço físico ou mesmo durante a troca de biscoitos na hora do lanche. Procuramos valorizar as amizades e afinidades entre as crianças e, também, criar oportunidades de novos encontros e novas possibilidades de laços entre elas.
Nosso grupo é muito alegre, falante, ativo e, principalmente, brincalhão. O projeto “História dos brinquedos e brincadeiras: Invenções de ontem e hoje”, combinou com essa característica marcante do grupo e com ele foi possível que as crianças aprendessem de maneira lúdica e significativa, aproximando-se do tema do Projeto Institucional.
O constante contato com as regras dos jogos e das brincadeiras foi importante para que construíssemos as regras de convência do grupo e uma postura mais adequada aos diferentes momentos da nossa rotina. E para isso, precisamos lidar com os interesses, desejos e características individuais, convergindo-os da melhor forma possível para o bem estar desse grupo tão encantador e sedutor.

Olha a TBT aí, gente!

Foi assim, debaixo de muito confete e serpentina, ao som de sambas e marchinhas, que as crianças foram se conhecendo e se reencontrando. Com o encarte "Globinho", conhecemos um pouco sobre a história do Carnaval, apreciamos, no telão, obras de diferentes artistas que retrataram essa festa popular e produzimos muitas colagens, pinturas e desenhos. Para que um Crnaval fosse legal, nossos pequenos disseram que não podia faltar:máscara, fantasia, música, pula-pula e alegria!

Começando a Rotina

Após a primeira semana de adaptação, com as crianças da TBT mais à vontade e entrosadas, começamos nossas atividades de rotina. As brincadeiras com as fichas de planejamento e a escolha do ajudante do dia foram momentos especiais.

Ão, ão , ão é a Turma do Pião!

A partir de uma lista com as invenções preferidas das crianças, surgiram vários brinquedos como ideia para o nome da turma. Preparamos uma caixa, recheada desses brinquedos, que despertaram a curiosidade e instigaram nossas conversas. Foi, então que "O Pião entrou na roda, ó pião!..." encantando a todos. Os pequenos cantaram, orgulhosos, pela escola anunciando: Ão, ão, ão! É a Turma do Pião!

Projeto

Roda Pião!

Assistimos a um vídeo "http://www.youtube.com/watch?v=UJ-VFMymEiE&feature=related" no Youtube. As crianças descobriram que o pião pode ser feito com diferentes materiais e formas! Nas aulas de artes, fizeram um pião utilizando sucata e outro com argila, como eram confeccionados há três mil a.C., na Babilônia. Também perceberam algumas variações desse brinquedo e quizeram investigar outros. Para ampliar a nossa pesquisa, pedimos o registro, que foi feito em casa, sobre os brinquedos preferidos dos pais ou avós das crianças. Nossos pequenos os apresentaram orgulhosos!

Amarelinha e Matemática.

Muitas brincadeiras e brinquedos em comum apareceram nas pesquisas que foram feitas em casa. Uma delas foi a Amarelinha, também conhecida como Maré, Macaca, Avião, Sapata. Exploramos essa brincadeira em seus diversos formatos, além dos que foram inventados pelas crianças. Nessa gostosa diversão, a matemática esteve muito presente e aproveitamos para nos aproximar de noções de números, medidas e geometria. Contagem, sequência numérica, reconhecimento de algarismos, avaliação de força e distância, localização e percepção espacial, foram muitos contéudos e habilidades do pensamento matemático que exercitamos brincando.

Bola de Gude

Tivemos a oportunidade de visitar a exposição "Playmobil Maravilhosa Cidade", que mostrava a história do desenvolvimento das cidades, passando por uma tribo indígena e uma aldeia Viking até chegar numa estação espacial, com mais de 5 mil peças.
Nesse mesmo período do projeto, além do Playmobil, as bolas eram uma verdadeira paixão das crianças. Começamos, então, nossa pesquisa por meio de uma bem pequenina: a bola de gude. Conhecemos as maneiras tradicionais de jogá-la e inventamos outras. Fizemos atividades que perpassaram por diversas áreas do conhecimento. As utilizamos para pintar e estimar sua quantidade em uma imagem cheinha delas. Também declamamos a poesia Bola de Gude, de Ricardo Azevedo, e desafiamos as crianças a achar essa brincadeira na imagem do quadro de Bruegel, chamada "Jogos Infantis".

Semana Especial

A Turma do Pião se envolveu bastante com a pesquisa sobre o surgimento das bonecas na história dos brinquedos. Para aproveitarmos todo esse entusiasmo, planejamos algumas atividades que envolveram esse brinquedo que encanta as crianças há tantos séculos. E as nossas trouxeram de casa uma boneca ou boneco, de porte médio, que ficou na escola por uma semana. Para alguns foi fácil deixar que elas "dormissem" na escola, para outros, foi necessário que voltassem para casa todos os dias.

Brincadeira de Boneca

As atividades que envolveram as bonecas e bonecos foram muito especiais para a turma. Depois de conhecer a boneca Fofolete, uma das preferidas da mãe de Antonia Diaz, as crianças aproveitaram para inventar as suas próprias, feitas com massa de modelar, dentro de caixas de fósforo pintadas por elas. Com a tagarela Emília e o Visconde de Sabugosa, a turma dançou, cantou, fez colagem e maquiagem de rosto inspirada nessa "Boneca gente" e em seu amigo. E as criações de Doutor Coppelius e de Gepeto também inspiraram nossas conversas sobre a invenção dos brinquedos.
Com tanta diversão, resolvemos fazer uma festa! Preparamos um bolo, fizemos de conta que era o aniversário dos bonecos, cada criança escolheu a idade que estaria fazendo o seu brinquedo e cantamos um parabéns animado!
Tudo o que vivemos foi muito "mágico" naquela semana!

O Que É O Que É?

"...Salto, salto, salto mais que perereca.
Pulo o muro e caio em cima da cabeça de um careca..."(Toquinho)
Mais jogos e brincadeiras foram explorados com a bola. Descobrimos que é um dos brinquedos mais antigos de que se tem notícia, já tendo sido feito com fibra de bambu, no Japão, pele de animais, na China, e até bexiga de boi, na Grécia e em Roma. Também manipulamos muitos tipos de bola e percebemos diferenças de tamanho, peso, cor, material e até de forma!
A queimada foi eleita, pelas crianças, uma das brincadeiras mais legais.

Brincadeira de Roda

As brincadeiras de roda estiveram muito presentes. Além de ser uma importante manifestação cultural, brincar de roda é um exercício que estimula os movimentos, trabalha o equilíbrio, desenvolve a linguagem oral e contribui para a iniciação musical das crianças. Para brincar com "A linda rosa juvenil", fizemos maquiagens e produzimos fantasias, utilizando tecidos, que transformaram-se em vestimentas de príncipes, rosas e bruxas.

Arte Sob Rodas

Listamos brinquedos que possuem rodas e, depois de observar as pesquisas de seus pais, as crianças acrescentaram outros que conheciam. E na sala de artes, com as rodas de carrinhos cheias de tinta deslizando no papel, elas fizeram uma pintura diferente. Essa ideia também foi usada no pátio, utilizamos folhas grandes, lado a lado, formando uma pista com as crianças que, de duas em duas, disputavam uma animada corrida, formando um lindo painel com as marcas das rodas impressas. Foi uma gostosa atividade!

Inventando Brinquedos

Inspirados nos artistas Alexander Calder e Torres García, as crianças inventaram brinquedos e esculturas. Utilizando pregadores de roupa, palitos de picolé e tocos de madeira, com formas diversas, elas deram asas à imaginação para produções que fizeram em grupo e individualmente.

Brinquedos que Voam

Conhecemos a história das pipas e descobrimos que sua origem foi na China, há muito tempo. Apreciamos imagens de várias pipas representadas nas obras de Portinari que nos inspiraram a produzir desenhos e pinturas nas aulas de arte.
Aviões de sucata e de papel também foram confeccionados com prazer e muita brincadeira!

Pião em Festa

Nossa tão esperada Festa Pedagógica teve início com uma grande roda. Pais e filhos participaram de uma oficina de artes para a confecção de adereços para os personagens da cantiga "A Linda Rosa Juvenil". O capricho e envolvimento de todos fez de nossa brincadeira um momento muito especial. O prazer do convívio coletivo e diário foi percebido na alegria e satisfação que nossos pequenos tiveram em compartilhar suas aprendizagens e mostrar, com orgulho, os trabalhos mais significativos do projeto da Turma do Pião aos seus familiares.

Visita à Exposição

No dia seguinte à festa, a nossa turma foi guiada pelas crianças da Turma Raio na exposição dos trabalhos de artes que apresentaram na Festa Pedagógica. Foi uma graça vê-las explicando para os amigos menores, com tanto entusiasmo e orgulho, o que haviam aprendido!

Jogo, Sorte e Atenção!

Jogando Bingo de Letras, cada um com sua cartela, foi necessário sorte e atenção para marcar a letra sorteada. No Jogo de Trilha o caminho foi longo e, para aprender a esperar a vez, foi preciso paciência e também muita atenção para contar quantas casas eram necessárias andar, de acordo com o número do dado e o obstáculo encontrado. Brincando em pequenos grupos, as crianças foram incorporando as regras desses jogos e tiveram a oportunidade de aprender que, mesmo quando não ganhamos, jogar junto é muito gostoso e divertido!

Brincadeiras de Festa Junina

E a brincadeira não parou na Turma do Pião! Depois de conhecerem tantas através do projeto da turma, as crianças se envolveram com as de São João: Corrida de saco, limão na colher, dança da vassoura e da laranja, entre outras, as divertiram e criaram expectativas para o dia do nosso arraial!

Imbalançando no Meu Pé de Serra

Com a proximidade da nossa Festa Junina a turma se familiarizou com Luiz Gonzaga, o Rei do Baião. Depois que conheceu a história "Luiz Lua", de Lucília Garcez, as crianças animaram-se com a proposta de fazermos um arrasta-pé" no salão, ao som das músicas "Imbalança" e "No meu Pé de Serra", entre outras.

Cuscuz de Tapioca

Diversos elementos presentes nos festejos juninos estiveram presentes nas semanas que antecederam o nosso arraial. Para os trabalhos de arte, nossa inspiração foram as bandeirolas, as flores de chita, o céu estrelado das noites de forró, entre outras.
E como não poderia faltar uma comida típica, listamos com as crianças as de sua preferência e combinamos fazer uma receita que poucos conheciam para que pudessem experimentar! Juntamos leite, coco, animação, tapioca, curiosidade, leite de coco, açúcar, afeto e muita diversão! O resultado foi um cuscuz pra lá de bom!

Pássaros do Sertão

Também preparamos trabalhos de arte para compor um painel em homenagem ao centenário do Rei do Baião. Imagens do Assum preto e da Asa branca - pássaros que fazem parte da paisagem do sertão - compuseram trabalhos confeccionados pelas crianças, que envolveram pintura e colagem.

Despedida

Encerramos o semestre com a certeza de termos vivido boas experiências e compartilhado muitos momentos felizes e conquistas, além de termos superado alguns desafios.
Aguardamos por todos, com o coração cheio de saudade para novas aventuras no próximo semestre. Boas férias!

Expressão Corporal

Em ritmo de carnaval!

Iniciamos o semestre esquentando os corpos para o desfile do nosso bloco.
Reunimos os grupos em roda, realizamos movimentos em diferentes direções e níveis ao som de algumas marchinhas. Depois, cantamos e dançamos ouvindo o samba vencedor.

Dança dos bonecos

O projeto sobre brinquedos encantou as crianças.
Assistimos a trechos do ballet "Coppélia", percebemos a diferença de movimentação entre alguns personagens para, em seguida, nos aventurarmos realizando piruetas e giros utilizando diversos apoios.
Emília, a boneca gente também inspirou os pequenos. Assistimos um clip da música e, divididos em grupos, imitamos a movimentação da personagem.

Playmobil

Após observarmos este brinquedo e suas articulações, desafiamos as crianças com perguntas: que partes do corpo ele move? Como ele move? De que outra forma podemos movê-la? Que movimentos podemos fazer com o corpo que ele não pode?
Iniciamos a pesquisa de movimentos e finalizamos mostrando para todos nossas descobertas.

A linda rosa juvenil

Depois de experimentar esta tradicional brincadeira de roda, os pequenos da Turma do Pião foram divididos em grupos de personagens, munidos de acessórios e, então, criamos uma outra forma de representá-la no espaço utilizando diagonais, entradas laterais e movimentos circulares.

Em ritmo de xote e baião

Encerramos o semestre ao som de xote e baião. Embalados pelas músicas "Imbalança" e "No meu pé de serra", de Luiz Gonzaga, experimentamos alguns passos e montamos as coreografias para nossa Festa Junina.

Música

Viva o carnaval!

Inspirados pelo samba campeão de 2012, trouxemos uma mala surpresa repleta de invenções citadas na letra da música e também contamos a história "Te cutuco, não cutuca" que tenta justificar, de forma bem humorada, o surgimento do samba.

Sampler e Silêncio

Coletamos sementes, galhos, conchas e pedrinhas e iniciamos a exploração sonora desses elementos da natureza atentando para seus diferentes timbres, alturas e intensidades. Para registro e futuras atividades de composição "sampleamos" esses sons criando um banco sonoro.
Depois descobrimos que os sons, em suas primeiras formas musicais e de linguagem, teriam sido inventados pelos homens das cavernas que reproduziam o efeito do eco, imitavam bichos e barulhos da natureza. Aí nos veio outra questão: o que existia antes do som? Descobrimos que "o silêncio foi a primeira coisa que existiu, um silêncio que ninguém ouviu" (Arnaldo Antunes). Mesmo sendo impossível ouvir o silêncio, descobrimos que lidamos com ele o tempo todo no fazer musical. Tocando nosso tambor, por exemplo, usando o comando mão / baqueta, concluímos que a mão marca, na verdade, o silêncio e com ele ganhamos fluidez e precisão.

O som das Cavernas

Depois da nossa Brincadeira da Caçada, na qual as crianças andavam imaginariamente acompanhando o pulso musical marcado com as mãos e descobrindo as propriedades do eco, assistimos ao trecho do vídeo do Hermeto Pascoal, "Sinfonia do Alto Ribeira", presente no Youtube. Nele, o genial Hermeto e sua Banda, tira sons em ostinatos das diversas formações rochosas.

Parangolé, brinquedo-cantado.

Não é a toda hora que chegam aos nossos ouvidos um trabalho musical e didático tão bacana. As crianças ficaram interessadíssimas com o cd e dvd "Parangolé", do grupo Emcantar, que traz muitas brincadeiras musicais populares. Aprendemos a movimentação de canções e brincadeiras que as divertiram pra valer como "Eu Vou Pegar o Trem" e "Ipiaia Ipi Ipi Aia".

Luiz Gonzaga para Todos!

Em nossa Festa Junina homenageamos o centenário do Velho Lua, o nosso querido Luiz Gonzaga. Trabalhamos seu repertório de baiões, gênero que ele ajudou a criar e difundir mundo afora, bem como xotes e quadrilhas de sua autoria. As crianças aprenderam a reproduzir e identificar cada ritmo, cantar suas principais canções e, é claro, dançar um forrozinho. Afinal, For All é Para Todos!