Aventura do Trabalho


A escolha e a definição do Projeto Institucional é um processo cooperativo que, na história de nossa escola, tem movido e envolvido pais e professores na busca de um assunto de pesquisa que possa, além de instigar a curiosidade de nossas crianças, contextualizar e favorecer aprendizagens significativas nas diversas áreas do conhecimento.

O que nossos pais fazem depois que nos deixam na escola? Por que ficam tanto tempo fora de casa? Nós crianças também podemos trabalhar? Quem trabalha para nossa casa, escola, cidade, país funcionar? Quantas pessoas estão envolvidas com a nossa provisão e proteção? E o que aconteceria se algumas deixassem de trabalhar? Trabalhar pode ser divertido? O que é trabalho?

Acreditamos que essas entre outras questões possam já povoar ou vir a mobilizar o pensamento de nossas crianças, dando-lhes a oportunidade de formular novas perguntas, imaginar respostas, manifestar opiniões próprias, buscar informações confrontando diferentes idéias e estabelecendo relações entre o modo de vida característico do próprio grupo social e o de diferentes grupos, em diferentes culturas e tempos históricos.

Percorrer a história do trabalho poderá suscitar diferentes abordagens em relação às modalidades de trabalho, à divisão de tarefas, à organização do grupo familiar, à formação econômico social e às formas de relacionamento com a natureza. Ao perceberem o trabalho como a relação dos seres humanos com a natureza e entre si, na produção de sua existência, poderão compreender que pelo trabalho, não consumimos ou nos apropriamos diretamente da natureza, mas podemos transformá-la em algo também humano. Poderão ainda ampliar a capacidade de observar o seu entorno, valorizando o trabalho como expressão, realização e conquista do ser humano. Conquistas explicitadas, também, pelas transformações tecnológicas que alteraram nosso modo de viver, nos relacionar, pensar e sonhar.

Tentaremos aproximar as crianças do significado social do trabalho, relacionando-o às diferentes ações humanas, às profissões, aos profissionais, à organização das diversas sociedades e culturas.

Para alcançarmos essas metas precisaremos contar com um diálogo permanente com as famílias e com as diversas instâncias da sociedade para termos uma melhor compreensão sobre a importância do trabalho de cada um para a conquista de uma maior qualidade da vida humana em coletividade.