Catando os sonhos no velho e no novo mundo


Como surgiu o mundo e a humanidade? Quem são nossos ancestrais? Quem inventou o tempo? Quem fez o dia e a noite? De onde vem o vento? Como nasceram o sol, a lua e as estrelas? O que é o poder? Por que existe a guerra? De onde vem o frio? Quem nos ensinou a falar?

Existem muitas maneiras de responder a essas perguntas que povoam nossa cabeça, que mexem com a nossa imaginação, gerando curiosidade e diversas emoções.

A ciência, que durante longo tempo procurou estabelecer verdades absolutas, busca hoje a construção do conhecimento científico dentro de parâmetros provisórios, sabendo que suas teorias são hipóteses que vão se sucedendo umas às outras, ora completando ora reformulando completamente suas explicações do mundo.

Formas mais antigas de conhecimento vêm sendo reconhecidas e revalorizadas. Todos descendemos de civilizações constituídas por uma história, mas, também, por uma memória marcada por lendas e mitos. Narrativas que falam da origem do universo, da humanidade, que tentam explicar os fenômenos da natureza, as diversas formas como grupos e coletividades puderam se organizar e se expandir, que traduzem os sonhos, as fantasias, o imaginário, os desejos.

Muitos desdenham da dimensão mitológica, não reconhecendo a importância de seus significados simbólicos, considerando-a como “histórias da Carochinha”. Ao contrário desses preconceitos, podemos considerar os mitos e as lendas como formas de buscar respostas sobre quem somos, de onde viemos, e para onde vamos. Podem ampliar nossa compreensão do mundo e, principalmente, de nós mesmos, desvelando novos sentidos sobre nossa passagem pela vida, redimensionando a importância de nossa existência.

Este ano será esse nosso ponto de partida. Os mitos e as lendas foram escolhidos para deflagrar o movimento de busca de novos conhecimentos, para despertar o interesse por diferentes pesquisas que cada turma desenvolverá, atendendo às inúmeras sugestões enviadas pelos pais através dos questionários de avaliação 2003 e discutidas nas reuniões da Educação Infantil – a brincadeira, o jogo, os esportes, as Olimpíadas, a saúde do corpo, do planeta, a preservação da natureza, o respeito às diferenças humanas etc. Resgatando lendas e mitos de antigas civilizações, como garimpeiros que procuram pedras preciosas, conhecendo os que compõem o nosso próprio imaginário miscigenado por diferentes influências que constituíram nossa memória cultural e, ao mesmo tempo, criando novos sonhos, utopias e explicações para um futuro melhor estaremos à procura de descobertas que possam trazer respostas para as curiosidades que as crianças manifestam sobre a vida e seus mistérios.