Missão Terra - O Resgate


Esse é o nome que demos ao Projeto Institucional para 2001. O nome, sugestivo para as crianças como uma aventura, vem se conectar com as muitas brincadeiras dos pais em relação ao filme “2001 Uma Odisséia no Espaço”, na hora de sugerirem o novo tema para o projeto. Apenas redirecionamos o olhar. A nossa odisséia será bem terrena, atendendo as preocupações, também manifestadas por vocês, com a nossa gente, com o nosso planeta. Algumas viagens intergalácticas serão bem vindas, mas sempre com destino à Terra.

Buscamos subsídios e inspiração na Agenda 21 e no relatório Nosso Futuro Comum, criados pela Comissão Mundial para o Meio Ambiente e o Desenvolvimento da ONU, que divulgam o compromisso e a idéia de “Atender às necessidades do presente sem comprometer a capacidade de gerações futuras de atender suas necessidades...”.

Queremos conhecer melhor para aprender a amar e preservar a vida em todas as suas manifestações. Certamente o tema do Projeto Institucional será um largo território de pesquisa e um grande manancial de questões a serem respondidas por todos nós.

Estamos aqui estudando muito, pensando nas possibilidades de um trabalho cheio de vivências enriquecedoras para crianças e professores. Se você, aí de casa, quiser participar, será um prazer poder contar com sua parceria. Mande idéias e materiais! Estamos no aguardo.

REFORMULANDO

Na última versão de nossa proposta pedagógica tentamos comunicar as alterações para 2001, mas não tivemos muito espaço para explicá-las e justificá-las. Mudanças nem sempre são aceitas com facilidade, muito menos quando achamos que tudo está funcionando bem. É aquela velha história de que em time que está ganhando não se mexe. Mas o ditado popular não se aplica à nossa escola. Não queremos ser uma escola pronta, acabada. Um dos orgulhos que temos é ver que a Sá Pereira não parou de se metamorfosear. Para nós é sinal de vida! De energia que se renova. São mais de cinqüenta anos de construção coletiva. Temos, sim, alguns alicerces ideológicos e éticos que fazem com que a gente entenda educação como um ato político, como um caminho para a inserção social do indivíduo, um compromisso constante de contribuir para a formação de uma sociedade mais justa e igualitária. Para isso tentamos, de forma séria e ao mesmo tempo carinhosa, achar caminhos. Em muitos momentos encontramos encruzilhadas e, com muito estudo, pesquisa, trocas com profissionais das diferentes áreas que permeiam esse universo escolar, com a escuta atenta dos desejos e, também, do bom senso dos pais, que continuam acreditando no nosso trabalho, conseguimos dar a volta por cima.

A Sá Pereira é, assim, um eterno recomeçar. Um caminhar que acredita na avaliação processual para reencaminhar suas intenções. Porém, avaliar pressupõe parâmetros que vamos buscar na observação cotidiana de nossa prática pedagógica, na vivência cidadã do espaço e do tempo em que vivemos e no compromisso de atualização teórica que nunca abandonamos.