Sambas enviados para o Concurso do Samba do Carnaval 2011 da Sá Pereira

Vem Sá Pereira, Vamos Navegar

Moyses e Nanando
No balanço dessa onda
O barco vai... e vem... não deixa virar
Prá ficar feliz de novo
Vou juntar meu povo
O bloco vai zarpar

Na cadência do samba
Viajar
Sou aventureiro
Vou cruzar o mar

Tesouro
Que não é de ouro
Herança de toda nação
Na escola aprendo a canção, vem cantar...
Cultura é arte popular

Vem Sá Pereira percorrer o mundo
Nessa viagem mergulhar bem fundo
Içar velas, navegar
São tantas terras a se conquistar
Vem Sá Pereira, Vamos Navegar

Sá Pereira Mandou Avisar

Augusto Ordine / Maíra Martins
Sá Pereira mandou avisar
Que a gente vai navegar (4X)

São mil histórias que esses viajantes vêm contar
Tem as índias e os índios, sete mares, muitos medos a enfrentar
Pelo comércio, pela ciência, pelo sucesso da missão
Por um mundo novo a explorar
E no Brasil, no que é que isso vai dar?

Misturas, pinturas, culturas, loucuras e muito mais
Doçuras, ternuras, rupturas, bravuras,
E o que a gente quer é paz

Sá Pereira mandou avisar
Sá Pereira Mandou Avisar

Navegar é Preciso:
A Sá Pereira Pede Passagem!

André Weller e Tatiana Grinberg
Olha Zé! Olha Zé! Abre a porta da escola, vem com a gente, vem brincar
Olha Zé! Olha Zé ! Abre a porta da escola, Sá Pereira vai passar

Embarque, nossa viagem a gente mesmo faz
Página dos livros, mares ancestrais
Rumos desconhecidos
Olhar o mundo, voa balão

Viajei, por muitas terras, pelo céu e o mar
Vou me perdendo para me encontrar
Navegar é preciso
Viver a vida, canto o meu refrão

Vou de navio, vou no lombo do cavalo
Num foguete, num estalo, vou correndo, vou a pé ( 2x )
Trazer histórias, pra contar pra todo mundo
Vem de longe, vem de perto perguntar o que que é

Mapas, rosa dos ventos e compassos
Atravessando a avenida
Gira, o futuro é um abraço
E a surpresa dessa vida ainda tem lugar
Salve! Cientistas viajantes, os artistas navegantes
A história vai começar...

Procura, a informação a onda leva e trás
Joga na rede, escreve hoje e faz
Pelo espaço, improviso
Roda pandeiro, bate o coração

Transforma, chega bem junto pra crescer, criar
A vida é grande se você sonhar
Sá Pereira, vem comigo
Pede passagem, faz evolução
Navegar é Preciso:<br> A Sá Pereira Pede Passagem!

Viajantes e aventureiros:
Navegar é preciso!

Marcos, Luis e Alberto Magalhães
Quero viajar de caravela
De bote, lancha ou bóia amarela
Aonde vou chegar, não quero nem saber
Porque nesse mar eu só quero é aprender

Essa aventura leva
Uma vida inteira
E a minha nave é a Sá Pereira!

Fala Pizón, ô Colombo, ô seu Cabral!
A gente se descobre numa viagem digital
De bicicleta, de avião ou patinete
Vamos girar o mundo e pintar o sete!
Viajantes e aventureiros:<br> Navegar é preciso!

Um Viva pro Seu Cabral

Rui Pereira, Pedro Herzog, João Dionyso e Miguel Herzog
Um viva pro seu Cabral
E sua frota que saiu de Portugal
Vencendo o mar hostil
Foi navegando que ele descobriu o Brasil

A Sá Pereira pede passagem
E homenageia os heróis no carnaval
São novos tempos, novas viagens
Da garotada pelo espaço virtual

Baixa o programa e atualiza
Visita o Louvre e descobre a Mona Lisa
Clica daqui clica dali
Desbrava o Acre e descobre o Cariri

Um viva pro seu Cabral
E sua frota que saiu de Portugal
Vencendo o mar hostil
Foi navegando que ele descobriu o Brasil

As caravelas são do passado
Com a banda larga vamos a qualquer lugar
Bastando um mouse e um teclado
Por todo o mundo eu já posso navegar

O nosso tempo, não tem igual
Navegadores vão pro espaço sideral
Seja no céu, seja no mar
Sabemos todos: é preciso navegar
Um Viva pro Seu Cabral

Aviso aos Navegantes

Rubinho Jacobina e Katia Bronstein
Quando o sol se põe no mar
A lua canta
Pro nosso barco navegar

Livre sem caminho certo
Pelo universo
Nesse balanço devagar

Vai flutuando a nossa frota
Seguindo a rota
Do carnaval

Navegando aventureira
A Sá Pereira quem me dera
Se fosse uma caravela
Com a gente dentro dela

Olha lá quem vem de longe
Por de trás do mar
Vindo alí não sei de onde
Pra me conquistar

Ora deixa que eu aviso
Aos navegantes já
Se viver não é preciso
Nem é bom falar

(Mas vou cantar...)
Aviso aos Navegantes

Vivendo N'vega

Mauro Adamczyk, Marcos Cunha e Ernesto Neto
Vivendo neste dia tão feliz
Com emoção vamos homenagear
A coragem dos desbravadores, que nos fizeram pintar de todas as cores
Descobrindo no infinito do saber
O Caminho do amor, e a força do mar
Fernando Pessoa, venha nos iluminar
E a sabedoria que ninguém vai tirar
Sem pressa, vamos nessa com força total
Eu quero é NAVEGAR no CARNAVAL!

Refrão

Oi NAVEGA NAVEGA, NAVEGA NAVEGA!
Vêm entrar na brincadeira!
Vamos juntos sem ter medo, realizar esses sonhos
Ôôôô SÁ PEREIRA!
E onde dá esses caminhos, onde leva esses atalhos,
se você me perguntar?
Pouco me importa, o que eu quero é NAVEGAR!

Oi navega navega.......
Vivendo N'vega

Ao Mar !!!

Alberto Magalhães
Navegantes atrevidos
Aventureiros destemidos
Pra enfrentar os setes mares
Se aproveitaram dos saberes árabes

Desbravaram novas terras
Sem ligar pros que já estavam nelas
Será que isso é descobrir
Ou dominar sem discutir ?

Atrás de ouro
De especiarias
Só dá pinel (tantã)
Nesse marzão

Içar velas,
Ao Mar!
Com a Sá Pereira
Quero navegar
(Quero repensar)
Ao Mar !!!

Da caravela ao toque de tela

Mauricio Pacheco, Ana Pacheco, Fernando Sequeira, Larissa Juquer e Santiago Pacheco
Sá Pereira navegador
Das teclas do piano e do computador
Sá Pereira vai navegar
Nas ondas dessa rede e desse imenso mar

Para se aventurar
No céu ou na imaginação
É preciso coragem,
Alegria e inspiração

No mar do conhecimento
Me guia minha propria historia
Navegar é preciso
Minha vida é a minha trajetória

Estudante, navegante, aventureiro
Descubro novidade o tempo inteiro
Em qualquer lugar
O navegante se faz no navegar


Da caravela ao toque de tela
Pela passarela
Vou me aventurar

Sou Sá Pereira, sou navegador
Com sabedoria, ousadia e amor (2x)
Da caravela ao toque de tela