Notícias de 6 de Setembro de 2019 - Ano XXVI

Para Todos

Matrículas 2020

Em breve iniciaremos o processo de renovação das matrículas dos alunos antigos.
Em 2020, as turmas da Educação Infantil funcionarão na sede da Rua Marques. As turmas de Primeiro Ano e Segundo Ano, na sede da Rua Martins Ferreira. Do Terceiro ao Nono Ano, nas sedes da Capistrano de Abreu e Conde de Irajá.
Ofereceremos a opção de Horário Extensivo da Educação Infantil ao Segundo Ano nas sedes onde os alunos frequentam o ensino regular, além das atividades de circo, ioga, ciências e meio ambiente, culinária, artes, recreação, passeios mensais. A novidade será a oferta da língua inglesa, duas vezes por semana, favorecendo maior contato e vivência da língua estrangeira.
Este ano alteramos a sequência do processo de matrículas. Iniciamos oferecendo as vagas ainda disponíveis aos alunos que nos visitaram interessados para 2020, e que já estão realizando as avaliações e convivências para efetivarem, em seguida, suas matrículas.
Na segunda-feira, dia 16/9, enviaremos por email os documentos de renovação de matrícula para os alunos antigos. O período de renovação será de 16 a 20/9. Precisaremos contar com a colaboração de vocês para nos organizarmos para uma segunda convocação, no dia 24/9, de alunos novos que possam preencher as vagas de alunos que se transferirem de escola.
Esperamos ter atendido as suas expectativas e que nossa parceria possa ter continuidade.

Papo Aberto

Infância e Tecnologia combinam? Na última quarta-feira, tivemos um instigante encontro para debater o tema, com exposições bastante qualificadas dos convidados Laíz Fleury, Renata Lacombe e Rodrigo Lyra, e um bom papo com o público. Olhares diferentes e ao mesmo tempo complementares que ampliaram nossa compreensão sobre os desafios que crianças, adolescentes e principalmente nós, pais e professores, enfrentamos diante dessa nova cultura.
De forma geral, precisamos refletir sobre as responsabilidades da escola, da família e das crianças no trato com as novas tecnologias; desenvolver habilidades de leitura crítica e comportamento ético no uso das tecnologias digitais.
Agradecemos pela presença de todos e todas.

Avisos EFI

Reunião de Responsáveis F3

F3
No dia 12/9, quinta-feira, às 19h30, teremos Reunião de Responsáveis das F3.
A presença de todos é muito importante!
Lembramos que nesse horário não temos funcionários disponíveis para cuidar das crianças. Por isso, não é possível a presença delas durante as reuniões noturnas.

Plantão de F4 e F5

F4 e F5
No dia 19/9, quinta-feira, os professores de F4 e F5 estarão de plantão, das 18h às 21h, para atender aos responsáveis.
Durante o plantão, além da troca mais próxima com os professores, as famílias poderão tirar dúvidas e aprofundar questões sobre as aprendizagens dos seus filhos. Cada família tem 15 minutos de conversa. A pontualidade na chegada e o respeito pelo tempo com os professores são importantes para não interferir nos horários subsequentes.
O agendamento poderá ser feito na Secretaria ou por telefone, a partir da próxima segunda-feira, 9/9.

Sobre as Turmas

Dia da Amazônia

Fundamental I
Acreditamos que a escola precisa ser um espaço gerador de cultura, reflexão e crítica. Sendo assim, o olhar atento para o mundo do qual fazemos parte não passa despercebido.
O dia da Amazônia, com data registrada no calendário para 5/9, foi celebrado pelo Fundamental I através de propostas diversas. Conhecer para respeitar é importante, por isso seguimos essa linha de raciocínio e ampliamos nossas ações. Lemos notícias sobre os últimos acontecimentos que, devido à falta de controle ambiental, acarretaram a aceleração da destruição da floresta; compreendemos a importância desse bioma para o planeta; assistimos a vídeos que explicaram o fenômeno dos rios voadores; investigamos as formas como propagadores de fake news se aproveitaram do ocorrido.
Nas aulas de Artes Visuais as crianças produziram desenhos denúncias pedindo cuidado com a nossa floresta. Por fim, nos unimos ao Fundamental II no pátio, ao final de cada turno de aula, para uma manifestação interna em defesa da Amazônia, compartilhando nossas experiências e produções artísticas.

Queimado Coringa

Fundamental I - Manhã
O queimado é um jogo muito apreciado pelas crianças. À medida que as regras vão sendo internalizadas, é possível aumentar o grau de dificuldade. Podemos jogar com uma ou duas bolas, com coringa, queimado guerra, com os pés, entre outras opções.
As crianças do turno da manhã jogaram o queimado coringa. Puderam se organizar pensando na estratégia de jogo e trabalhar em equipe, buscando proteger os amigos-coringa para atingir o objetivo final.

Rádio Mix

F2
Microfones, rádio, telas grandes, mesa repleta de botões reunidos numa pequena sala escura. Este foi o cenário que as F2 conheceram ao visitar o estúdio da Rádio Mix. A expectativa era a de encontrar um lugar enorme, mas descobriram que o funcionamento de uma rádio depende de outros aspectos mais importantes do que o tamanho do espaço.
As crianças conversaram com o locutor Serginho, que falou sobre o seu trabalho; mostrou como são utilizados todos os equipamentos; e comentou a importância do planejamento da programação da Rádio.
Com uma das turmas, gravou uma mensagem de boas-vindas para nossa escola. A visita arrematou as investigações do projeto, além de motivar a criação da nossa rádio.
A tarde terminou com o recreio nos jardins do MAM, com direito a muita brincadeira e subidas nas árvores.

Fábulas

F2
As F2 iniciaram a leitura de Moral da História - Fábulas de Esopo, de Rosane Pamplona. As crianças apreciaram as ilustrações e conheceram um pouco da biografia atribuída a Esopo, conhecido como pai das fábulas.
Um dos objetivos dessa leitura é auxiliar a compreensão do emprego dos sinais de pontuação, também como recurso para a correta entonação na leitura em voz alta.
Depois, cada aluno escolherá uma fábula e lerá para a turma. O dia da apresentação será marcado na agenda.

Biomas Brasileiros

F3
As F3 conheceram os biomas brasileiros através dos estudos sobre Von Martius, naturalista alemão que retratou e estudou a fundo a flora brasileira, em uma expedição pelo Brasil, no século XIX.
Com as pesquisas iconográficas, as crianças observaram algumas riquezas naturais da Amazônia e se sensibilizaram para novos estudos. Em duplas, por sites direcionados, buscaram notícias sobre a fauna e a flora da região.
Tocados pelos últimos acontecimentos sobre as queimadas e o desmatamento, e também mais sabidos sobre o bioma, os estudantes se envolveram com os preparativos para o movimento em defesa da Amazônia, organizado pela escola.
A leitura do livro Ludi na Floresta da Tijuca, de Luciana Sandroni, aproximou as crianças de um novo bioma: a Mata Atlântica. Para esse estudo futuro ainda teremos algumas surpresas.

Trees of Peace

F3
As F3 foram apresentadas à história de Wangari Maathai. A ambientalista queniana, fundadora do movimento Green Belt Movement, se fez presente através do livro Wangari's Trees of Peace, de Claire Nivola.
Pesquisamos a vida desta grande bióloga que aliou os seus saberes científicos aos saberes tradicionais de manuseio da terra para combater a degradação ambiental em sua comunidade e em outros países africanos. Wangari foi também uma grande comunicadora, e conseguiu mobilizar mulheres para o replantio de milhões de árvores no Quênia.
As turmas se debruçaram sobre o reconto dessa história, nas fichas e no caderno, e aproveitaram para ampliar seu vocabulário ao identificar e aprender as grandes qualidades da ativista:
"Wangari is intelligent!"
"Wangari and I are determined!"
Seguimos nos inspirando nesta história de respeito e comunhão com a natureza.

Luciana Sandroni

F3 e F4
As F3 e F4 receberam uma visita muito especial: a escritora Luciana Sandroni. No bate-papo descontraído, Luciana falou sobre os clássicos infantis da literatura brasileira e sobre como essas leituras a inspiraram em suas produções, sobretudo na criação de sua personagem mais famosa: Ludi, que completará trinta anos neste ano.
Luciana comentou sua admiração por Monteiro Lobato e também o quanto a personagem Emília inspirou a criação de Ludi. Ela ouviu dos alunos o que eles pensavam sobre a importância dessas histórias e respondeu às perguntas com grande conhecimento o universo encantado e rico da literatura nacional.
Luciana deixou ainda uma pontinha de curiosidade ao comentar que anda pensando em uma nova aventura para Ludi. Uma coisa é certa: teremos novidades ainda este ano!

Mergulhando nos Textos

F4T
A compreensão de um texto literário acontece em várias etapas: da leitura concreta e literal às profundas camadas da subjetividade. O Quarto Ano é um momento importante nesse aprofundamento, para o qual e as aulas de Biblioteca têm papel fundamental.
A cada semana, a F4T se debruça sobre um livro literário diferente, conversando, discutindo, analisando a história e atribuindo sentido coletivo à obra. Paralelamente, saímos do objeto, muitas vezes ilustrado, e mergulhamos nos textos das fichas de interpretação, corrigindo-as coletivamente e aprendendo uns com os outros a partir das diferentes respostas.
Além disso, a leitura compartilhada após o lanche nos leva a textos maiores e narrativas mais complexas. É nesse momento que acontece a troca afetiva entre os alunos, a professora e os livros; apegamo-nos aos personagens e ao cenário da história. Peter Pan tem sido um grande amigo por esses dias. Mas por aqui já passaram Matilda, o Pequeno Vampiro, Ludi e muitos outros. Caminhos diferentes para se chegar ao mesmo lugar. Seguimos navegando pelo mar da Literatura.

Leitura Musical

F4
As F4 começaram o semestre relembrando as necessidades de comunicação através do tempo e do espaço, e que levaram à invenção da escrita musical. As convenções de Guido D'Arezzo para resolver as questões relacionadas às alturas (nomes de notas e posições na partitura) e as normatizações da Escola Mensuralista, que definiram os símbolos das durações.
Ouvimos obras de canto gregoriano, em especial o Hino de São João Batista, utilizado para batizar as notas musicais como conhecemos hoje. E também Minha Canção e Do, Ré, Mi, dos musicais Os Saltimbancos e A Noviça Rebelde.
Exercícios para técnica da flauta misturadas com brincadeiras (bambolês e jogo do eco) desenvolveram habilidades no instrumento ao mesmo tempo envolveram as crianças.
As ferramentas de leitura rítmica d'O Passo e de silabação Du, Dei foram utilizadas para aprofundar a compreensão da leitura dos símbolos de duração do som. Tempo e contratempo, durações de som e silêncio escritos no pentagrama foram lidos utilizando o caminhar, o canto, a imitação e materiais didáticos facilitadores na visualização das proporções das durações, estimulando associações e ampliando a compreensão do assunto. Na leitura das alturas, a ordem das notas e a memorização das posições de cada uma delas no pentagrama foram trabalhada junto com o solfejo de mãos (Manos Solfa) e da flauta.
Os alunos receberam Folhas de Desafio de Leitura contendo músicas conhecidas por eles, escritas na partitura para a prática da leitura musical.

Portas Abertas

F4M e F5M
As portas entre as salas de aula das F4 e das F5 foram abertas para um encontro entre os dois grupos da manhã.
A ideia foi inspirada por um ponto comum entre o projeto das F4, que investigam o livro, e das F5, que estudam o jornal. Esse elemento de convergência dos projetos é justamente Gutenberg e os primórdios da imprensa.
Com o estudo da evolução dos suportes de escrita, a F4M chegou à imprensa, e pediu ajuda aos colegas da F5M para entender melhor a importância dessa inovação.
Além de falar sobre o projeto da turma, a F5M pôde ajudar a F4M a entender a função do jornal e também da imprensa, como um todo.
O papo foi descontraído e a troca entre os grupos foi bem produtiva.

Descobrindo os Divisores

F5
As F5 foram desafiadas a organizar 24 tampinhas em fileiras com a mesma quantidade em cada uma. Mas o desafio não parou por aí. Foi preciso, também, buscar todas as possibilidades de arrumação.
"Nosso grupo recebeu 24 tampinhas. De cara pensamos em duas fileiras de 12, mas depois lembramos que poderiam ser 4 fileiras de 6, 3 fileiras de 8 e até uma fileira só com as 24 tampinhas."
Depois de descobrir todas as possibilidades, os grupos compartilharam suas descobertas.
"Pensamos que o número de fileiras e tampinhas nada mais era do que as multiplicações que formavam o 24."
E mais, concluíram que, em uma multiplicação, os números que formam 24 são, então, fatores!
Durante nossas discussões, chegamos a outras conclusões: "se 3 x 8 = 24, 24 : 8 = 3. Então, esses fatores são também números pelos quais a quantidade total de tampinhas pode ser dividida sem que sobrem restos."
Construímos, assim, o conceito de divisores, alcançando o objetivo desse desafio.
Com o registro coletivo das descobertas, alguns padrões foram notados: sempre podemos organizar as tampinhas em uma fileira, então 1 é divisor de todos os números; todos os números pares podem ser divididos em duas fileiras, portanto 2 é divisor de todos os números pares; quando o total é um número ímpar, só podemos ter fileiras de números ímpares, ou seja, números ímpares só têm divisores ímpares.
E ainda surgiu a possibilidade de relacionar essa experiência com um conteúdo estudado antes: "se 3 é divisor de 24, então 24 é múltiplo de 3!"
Quanta investigação e descoberta! Qual será o novo mistério matemático a ser desvendado?

Conversa Vai, Conversa Vem

F5T e F6T
Num encontro no salão, a F6T pôde acolher as perguntas curiosas dos alunos da F5T sobre o Fundamental II. Foi uma grande Tribo, em que os estudantes dos dois segmentos voltaram a se encontrar, compartilhando momentos de meditação, relaxamento e troca de informações e dicas sobre essa nova etapa escolar.
Foi bom perceber que o grupo do Sexto Ano já se mostra mais amadurecido diante do entendimento de seus compromissos de estudantes. E o melhor, como esses alunos estão gostando de fazer parte do novo segmento.
Esperamos por essa galerinha da F5 em 2020, enfrentando e curtindo as novas experiências e ampliando seus aprendizados e conhecimentos.

De Todos

Leitura na Cidade

Na última reunião com os responsáveis da F6, surgiu uma questão sobre a formação de leitores e o uso, na cidade, de equipamentos culturais que incentivam a leitura.
Como sugestão, traremos algumas dicas de projetos e lugares públicos e privados que podem ser excelentes para se encontrar um bom livro ou curtir um bom evento literário.
Iniciaremos com a Biblioteca Popular Municipal Machado de Assis, na Rua Farani, 53, Botafogo. Além do acervo para empréstimo, há atividades culturais de incentivo à leitura, como Livro na Praça, Roda de Canto e Poesia, lançamentos de livros, oficinas literárias e cursos de idiomas.
O espaço funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h; no primeiro e no último sábados do mês, das 10h às 16h.
Conheçam a biblioteca. Vamos ocupá-la!
Mais informações: facebook.com/Bibliotecapmb1.

Cinema Negro em Cena

Com mais de dez anos de existência, o Encontro de Cinema Negro Zózimo Bulbul consolidou-se como a maior plataforma de lançamento do cinema negro na América Latina. Neste ano, o encontro acontecerá em diferentes espaços culturais da cidade do Rio de Janeiro e Niterói, de 29/8 a 9/9. Confira a programação do evento (link).

Futebol no Cinema

De 5 a 10/9 teremos o 10° CINEfoot - Rio de Janeiro e Niterói, com mais de trinta sessões de filmes de futebol espalhadas em cinco espaços de exibição.
Todas as sessões têm entrada franca, são sujeitas à lotação, e a programação é para todas as idades.
O CINEfoot se propõe a atrair torcedores de futebol e cinéfilos do Brasil, levando a emoção do esporte direto para as telonas dos cinemas nacionais.
Confira a programação completa (link).

Aniversários

De 7 a 13 de Setembro

9 Anna Luiza Pompilio Schmidt F4T
9 Francisco Dias Campos Carvalho F5M
9 Pedro Matos de A Feijó Sampaio Berwanger F8M
10 Leonardo Albuquerque Cohn F8M
11 Nina Guedes Carvalheira de Campos Pinto TFT
11 Renata Domingues Maciel PRO
11 Clara Galeão Godoy TFT
12 Sofia Magalhães de Medina F2AT