Notícias de 23 de março de 2018 - Ano XXV

Para Todos

Feriado de Páscoa

Na semana que vem teremos o feriado da Sexta-feira da Paixão. Não haverá aula. O Informe 924 será publicado na quinta-feira, 29 de março.

Avisos EFII

Reunião de Pais de F6 e F8

F6 e F8
F6 - 29 de março (qui), às 19h30.
F8 - 5 de abril (qui), às 19h30.
Para nós é importante a participação das famílias sugerindo temas para as pautas. Enviar para as orientadoras.

Sobre as Turmas

Armandinho nas Tribos

F6
Nas Tribos de F6, estamos aproveitando as instigantes observações do personagem Armandinho, criado por Alexandre Beck, para sensibilizar os alunos e inaugurar discussões. Algumas tirinhas desse personagem estão nos ajudando a conversar sobre direitos, deveres e limites; liberdade, igualdade, identidade, cidadania; preconceitos; semelhanças e diferenças. O que nos aproxima? O que nos distancia? Sabemos que temas como esses não se esgotam e, volta e meia, estão presentes em nossas rodas de conversa.
Destacamos também a necessidade de refletir antes de falar. De estabelecer relações entre os conhecimentos e as experiências que já temos para bem fundamentar nossas opiniões. De manifestar disponibilidade e receptividade às diferentes opiniões e novas ideias que certamente surgirão.
Estamos nos constituindo, pouco a pouco, como um novo grupo, uma nova turma. A cada dia conhecemos um pouco mais o outro: do que gosta, o que pensa, o que sente.

Narrativas da Infância

F6
A F6 começou o ano em Língua Portuguesa com relatos sobre a infância. Os estudantes buscaram livros sobre fábulas no acervo da biblioteca e fizeram uma pequena e rápida encenação para a turma; em outra atividade, tiveram que fazer e apresentar uma caixa de memórias onde guardaram objetos representativos da história de cada um.
Esse trabalho se conecta com a proposta de pensar e refletir sobre as narrativas orais; e também de pensar esse momento de transição que os alunos estão vivendo, entre a infância e o início da adolescência. É uma tarefa muitas vezes difícil, pois revirar histórias no baú da memória exige muita elaboração de pensamento e concentração para ouvir o outro.
Foi muito gostoso ouvi-los e percebê-los como grandes contadores de suas histórias.

Conhecendo o Livro

F6
As F6 fizeram o primeiro contato com a coleção de livros de Matemática que vão trabalhar ao longo do Fundamental II. Começamos observando a capa e as ilustrações do livro deste ano, seguindo para a contracapa, na qual pudemos ver como são os volumes a serem usados na F7, na F8, e na F9.
Depois lemos a carta dos autores aos alunos, o que gerou uma conversa sobre a função da Matemática na vida escolar, mesmo para os estudantes que não seguirem pela área das ciências exatas. Por fim, lemos um recado sobre a importância de fazer dever de casa, aprendendo que o importante não é acertar tudo, mas tentar resolver tudo. Fizemos alguns exercícios de revisão de conteúdos antigos e resolvemos desafios propostos pelo livro. E começamos a pensar, também, na diferença entre fazer o dever de casa e estudar. Quais estratégias podemos usar?

Votação na Educação Física

F6M
Depois de uma votação bem discutida, a F6M decidiu pelo dodgeball. Um dos argumentos foi conhecer um esporte semelhante a um jogo que eles estão acostumados a jogar - o queimado.
Vamos treinar as técnicas do jogo, os chamados fundamentos, arremesso, segurar a bola, defesa e jogadas ensaiadas.

Poesias

F7
Para comemorar o Dia da Poesia, alunas da F7M recitaram poemas de Cecilia Meireles para as crianças da F3. E ouviram poesias dos meninos e meninas da turma anfitriã, que ficou entusiasmados com a visita das colegas mais velhas.
No final, as visitantes distribuíram flores de dobradura produzidas por elas. Foi uma manhã alegre e colorida.

Polígonos

F7
Após fazer exercícios de revisão dos assuntos de Geometria incluídos no nosso Glossário, passamos ao estudo dos polígonos: definição, termos relacionados, classificação quanto ao número de lados e definição de polígono regular. O mais interessante foi reconstruir o conceito de diagonal, termo que os alunos já conheciam, porém de forma um tanto equivocada.
Triângulos e quadriláteros se destacam por sua presença frequente em nosso cotidiano. Vamos estudá-los mais a fundo. Já vimos as classificações dos triângulos quanto aos lados e quanto aos ângulos. A partir da próxima semana, passaremos a conhecer quadriláteros com nomes específicos: quadrado, retângulo, losango, paralelogramo e trapézio.

Império e Imperialismo

F8
As F8 têm discutido o conceito de Imperialismo, que vai nortear nossas aulas no trimestre. Em pauta, os aspectos políticos, econômicos e sociais da Europa durante a Segunda Revolução Industrial e o Imperialismo como consequência desse processo.
Diferenciamos os conceitos de império e Imperialismo, investigando o movimento de conquista do continente africano e as formas de resistência dos povos que ali habitavam.

África no CCBB

F8
Com o objetivo de discutir e desconstruir estereótipos acerca do continente africano, as F8 visitaram a exposição Ex África, no Centro Cultural Banco do Brasil. Sob mediação das equipes de Ciências e Humanidades e de Língua Portuguesa, os estudantes apreciaram trabalhos audiovisuais e refletiram sobre questões como o embate entre atrasado e desenvolvido, antigo e moderno, urbano e rural, e as marcas da dominação europeia.

O que É um Corpo?

F8 e F9
Nas Tribos de F8 e F9 os alunos responderam à pergunta apresentada na justificativa do projeto deste ano, inaugurando reflexões e discussões e também apontando futuros temas para nossas rodas de conversa.

"Corpo é a forma física de cada indivíduo. Corpo é a identidade de cada um.
Corpo é o nosso meio de comunicação, nossa forma de nos expressar. É a nossa carne, é a nossa vida.
Conjunto de células que formam o nosso ser.
Corpo é uma estrutura. É o que torna uma vida possível.
Corpo é onde a alma habita. E também onde ela pode se relacionar com tudo à sua volta.
Corpo é como um manto, uma carcaça, um cobertor, que envolve e protege a alma e a mente, como uma armadura."

(F9T)

"O corpo lembra uma planta, vem de uma semente, tem várias formas e vai mudando ao longo do tempo.
O corpo é um objeto em movimento
O corpo é conexão, movimento, sensações e identidade.
O corpo é como um carro que a gente dirige, só que é um carro desgovernado.
O corpo é a sustentação.
O corpo sou eu, corpo é a minha casa, corpo é a minha mente.
Corpo é igual a uma roupa e a nossa consciência veste ela.
O corpo é onde vive a nossa vida."

(F9M)

"O Corpo é a nossa casa da alma. É onde moram todos os sentimentos bons e ruins.
Corpo é uma mistura de órgãos, ossos, músculos, que é completa e potente o suficiente para ter consciência e realizar ações e ter sentimentos.
Corpo é matéria, sentimentos, imaginação. Conjunto de matéria que nos faz viver, sentir etc.
Corpo é a casa que guarda a alma. Casa que nós mesmos pintamos, limpamos e cuidamos.
Corpo é nosso instrumento de expressão. O nosso instrumento de existência. Ele sente, chora, ri. Ele se apaixona, desenvolve habilidades. Alguns corpos são mais elásticos, de cor diferente, de jeitos diferentes.
Corpo é o nosso instrumento de liberdade, em que só nós mesmos mandamos. Meu corpo minhas regras.
O nosso corpo é cultura, é história e depende de outros corpos."

(F8T)

Ideologias em Debate

F9
O século 20 foi o período das grandes utopias de construção de uma sociedade mais justa e também da descrença e da guerra. Os sonhos de justiça e igualdade brotam no século 19, mas é com a Revolução Russa que esses ideais tomarão corpos e mentes. Para melhor entendermos esses embates ideológicos que marcaram os principais eventos do século passado e agora reaparecem, as F9 iniciaram estudos sobre as principais correntes ideológicas que direcionaram as lutas sociais do período: o Anarquismo, o Liberalismo e o Comunismo.
A partir do contexto da Revolução Russa e de sua influência, nos debruçamos sobre essas teorias. Em grupos, vamos organizar um debate. Os textos base para estudo estão no Para Turmas, e na próxima semana os grupos vão se reunir para discutir, entregar fichamentos e formular perguntas de uns para os outros. No dia do debate contaremos também com um convidado que formulará uma pergunta para cada grupo.

Projetos de Pesquisa

Fundamental II
Na próxima semana iniciaremos o primeiro bloco de pesquisas em Ciências e Humanidades com as turmas de F6 a F9. O passo inicial será conhecer o tema de pesquisa e explorar informações para os projetos de trabalho de cada turma.
Em seguida, cada turma formará seus grupos de trabalho e a equipe de professores e professoras orientará as primeiras etapas da pesquisa - levantamento de fontes de consulta e registro de informações.
Para saber mais sobre o que será estudado no primeiro semestre, leia a justificativa do tema de pesquisa de cada turma.

Cultura e Corpo

Projeto de Pesquisa F6
Nosso corpo carrega heranças culturais de outros povos?
A partir do nascimento, nosso corpo se constrói na relação com o mundo da cultura, das condições sociais, ambientais e econômicas. Ele ocupa um lugar no espaço caracterizado por diferentes costumes, tradições e práticas sociais. Quando duas culturas se conhecem, é um encontro ou um choque? Uma imposição ou uma troca? Quem conta essas histórias?
No primeiro bloco de pesquisas, as F6 e a equipe de professores de Ciências e Humanidades pesquisarão como a cultura determina o modo de existir e de se localizar dos corpos e das sociedades, ao estudar as visões sobre a criação do universo, as teorias sobre os corpos celestes, as formas de representação do espaço geográfico e as concepções de mundo dos povos africanos e ameríndios antes e depois das Grandes Navegações.

Meu Corpo É Alienado?

Projeto de Pesquisa F7
Estar alienado é estar separado de algo, sem capacidade de compreender a realidade que nos cerca. Em que situações nos sentimos alienados? Podemos considerar que o corpo alienado é o corpo mecanizado e que tem tarefas a cumprir de forma automatizada. Seria alienado o corpo do trabalhador? E na relação com as tecnologias, como podemos verificar a alienação dos corpos?
No primeiro bloco de pesquisas, as F7 e a equipe de Ciências e Humanidades pesquisarão como os corpos humanos tornam-se alienados no trabalho e no meio em que vivem. Além disso, procuraremos entender de que forma esses corpos se afastam da compreensão da realidade ao não perceber, de um lado, a exploração da mão de obra na produção e, de outro, a alienação envolvida no consumo. Será um período de estudos sobre os impactos sociais e ambientais das revoluções industriais sobre a vida das pessoas, os problemas de saúde decorrentes do trabalho nas fábricas e da vida nas grandes cidades e os efeitos dos modos de produção de alimentos sobre o corpo humano.

Meu Corpo É Evoluído?

Projeto de Pesquisa F8
Em 1859, o naturalista inglês Charles Darwin publicou A Origem das Espécies, livro que causaria grande polêmica durante várias décadas. Resultado de anos de estudo e pesquisa, as ideias ali contidas ajudaram a entender melhor o passado, o presente e o futuro dos seres vivos. Parte dessas ideias, porém, foi distorcida e utilizada para justificar mecanismos de dominação. Guerras, conflitos e tomadas de territórios foram falsamente embasadas em teorias científicas. Corpos foram (e são) hierarquizados e definidos como civilizados, bárbaros e primitivos. Equívocos e preconceitos foram criados e disseminados.
Neste contexto, os estudantes das F8 e a equipe de Ciências e Humanidades pesquisarão teorias científicas utilizadas para justificar estratégias de dominação e aniquilação de povos ditos primitivos e bárbaros, e a forma como ocorreu esse processo. Serão estudados o período da expansão imperialista no continente africano, a teoria evolucionista de Darwin e as visões e estereótipos criados pela sociedade, especialmente pela mídia, em relação à África, .

As Marcas do Corpo

Projeto de Pesquisa F9
O final do século 19 é marcado por grandes avanços tecnológicos. Se parte desses avanços resultou em desenvolvimento para a humanidade, outra parte serviu à dominação e a disputas territoriais.
Iniciamos o século 20 com o mundo armado e tensionado pela crise financeira e de valores humanos. Esse século alternou momentos de esperança revolucionária com outros, de descrença das guerras. Novas descobertas científicas, invenções tecnológicas e eventos históricos influenciaram e impulsionaram a criação de novas formas de viver, sobreviver e reproduzir-se.
Porém, num mundo armado, que marcas o corpo adquire? Num mundo de intenso desenvolvimento tecnológico, que marcas o corpo apresenta? O que é estar na trincheira entre o real e o virtual? O que representa para o corpo estar entre o orgânico e o mecânico? Meu corpo será sempre meu corpo? Qual é o limite do humano?
Para responder a perguntas como essas, as F9 e a equipe de Ciências e Humanidades pesquisarão o corpo armado e perseguido na Segunda Grande Guerra; os impactos da Globalização; as repercussões da genética, da clonagem e da biotecnologia sobre o corpo humano.

De Todos

Meninas com Ciência

Com o sucesso de 2017, a equipe do Museu Nacional da UFRJ iniciou a divulgação da terceira edição do Curso de Extensão Meninas com Ciência: Geologia, Paleontologia e Gênero. As inscrições ocorrerão de 16 a 30 de abril e serão online. Ministrado por biólogas, astrônomas, geólogas e educadoras do Museu Nacional/UFRJ, o curso é voltado para alunas do sexto ao nono ano do Ensino Fundamental e tem como objetivo discutir o papel das mulheres nas ciências, incentivar a curiosidade sobre Geologia e Paleontologia, abordar o processo de construção do conhecimento e divulgar os trabalhos desenvolvidos por mulheres nesses campos. Trata-se de uma realização do Departamento de Geologia e Paleontologia (DGP/MN/UFRJ) e da Sessão de Assistência ao Ensino do Museu Nacional (SAE). Acompanhem as informações no site do Museu.

Aniversários

De 24 a 30 de Março

26 Joaquim Carvalho de Oliveira F1AT
26 Clara Mendes Temporão TET
26 Flora Levín Tavares TBT
26 Rodrigo Gonçalves Nehab TEM
26 Edmilson Alves Costa AUX
27 Luca Pugliese Nunes de Oliveira F1BT
27 Benjamin Sgarioni Gordilho F3M
28 Lina Pontes Alves TBT
28 Rachel Corrêa Seixas PRO
28 Maria Clara Avelar Marinho Amado TEM
28 Erika Carvalhal de Freitas PRO
29 Ana Goulart Serpa de Resende Vianna F2T
29 Antonio Teixeira Estellita Lins F9T
30 Julia Matos David F8T
30 Luísa Barbosa Lucas PRO
30 Anita Xavier Pedalini Borges Pires TET