Juntos e Misturados

Carlos Gil Emoingt, Marcelo Goldenstein, Claudio Mendes, Pedro da Silva Pamplona, Daniel Sztajnberg
((BIS))
“Vou dar um zoom, zoom, zoom
Pra desvendar os mistérios da folia
Meu coração faz tum, tum, tum
Com a Sá Pereira e a nossa bateria"

Dessa janela vejo meu quintal
Maior que o mundo mas o mundo cabe aqui
Eu abro a porta com desejo de explorar
Sou criança-detetive
Meu papel é perguntar

Penso, logo insisto
Quem sou eu? de onde vim? pra onde vou?
Pequeno universo infinito
Saber que nada sei deixa tudo mais bonito

((BIS))
Sambei com Da Vinci, batuquei com Platão
Pedi pra Darwin ajudar na evolução
O bloco tá na rua, com Sidarta e Maomé
A certeza é relativa quando Einstein diz no pé

Paje, a nossa aldeia é universal
Axe, pros nossos males deletar
Bate tambor o remedio é sambar

((BIS))
Tudo junto e misturado ampliando nosso olhar
Juntos e Misturados

UM GRÃO DE POESIA

Monique Aragão
Eu sou um pequenino grão de areia
diante deste céu sem fim
mas sem os pequeninos grãos de areia
não existiriam os planetas e as estrelas

Eu sou um pequenino grão de areia
diante deste céu sem fim
mas sem os pequeninos grãos de areia
não existiria mar algum

Mas com um zoom,
mesmo pequenininho assim,
eu posso ver
o universo que existe aqui em mim
e bem juntinho de você,
índio, caboclo, mulato, mameluco

Formamos uma enorme
faixa de areia, sim senhor
Formamos uma praia e
o deserto do Saara

(Bis)
Pois toda a ciência
e a filosofia
cabem num pequeno grão
de poesia


(Bis)
Ei, ei, ei!
Sá Pereira,
me mostra o que é que tem
nesse mundão sem fim

Ó, Sá Pereira
me ensina a enxergar
o céu que tem dentro de mim
Um grão de poesia

Todos somos zoom!

Ana Eugenia, Marcio, Theo, Beni, Max, Nana, Paulo, Rita, Miguel, Diego, Fernanda, Miguel, Alice, Lucia, Camila
Parem
Esperem aí
Onde é que vocês pensam que vão?
Hum hum

Vamos sambar
Nesse vai e vem do nosso olhar
Aqui ou acolá
A verdade se encontra onde você está

Tão perto tão longe
O mistério se esconde
O todo e a parte
O mundo é arte

No fundo o tudo e o nada
Estão dentro de um todo
E nós todos somos zoom

(2x)
Zum zum vai na brincadeira
Zum zum toca a bateria
Zoom zoom canta a Sá Pereira
Nesse dia de alegria

Vamos sambar!

Vamos saber
Saber ver diferente
O que ali está

Experimentar, refletir
a natureza te convida a descobrir

Tão perto tão longe
O mistério se esconde
O todo e a parte
O mundo é arte

No fundo o tudo e o nada
Estão dentro de um todo
E nós todos somos zoom

(3x)
Zum zum vai na brincadeira
Zum zum toca a bateria
Zoom zoom canta a sa pereira
Nesse dia de alegria / Mais um ano de alegria (na última vez)
Todos somos zoom

ZOOM, ZUMBIDO

Paulo Serran, Ana Paula Novellino e Julio Novellino Serran
(REFRÃO)
Dá um zoom, zoom, zoom, zumbido
a Sá Pereira agora vai focalizar
um mundo muito mais bonito
que a ciência pode nos proporcionar

(Zumbi dos Palmares!)

Zoom, zoom, zoom, zumbido
zumbindo até você compreender
que o futuro a gente constrói agora
não temos nenhum tempo a perder

Filma aqui um instante
que uma história agora eu vou te zumbizar
a tecnologia é importante
mas tem que fazer a vida melhorar

Vamos olhar bem de perto
dar um zoom na nossa lente
usar a ciência pr'aquilo que é certo
que é cuidar da nossa gente

De que adianta um robô que sorri
Se eu não tenho o meu amigo aqui por perto?
viajar nos anéis de saturno
se transformamos a floresta num deserto?

(REFRÃO)
Dá um zoom, zoom, zoom, zumbido
a Sá Pereira agora vai focalizar
um mundo muito mais bonito
que a ciência pode nos proporcionar

(Zumbi dos Palmares!)

zoom, zoom, zoom, zumbido
zumbindo até você compreender
que o futuro a gente constrói agora
não temos nenhum tempo a perder
Zoom_Zumbido

A LENTE DO AMOR

Nanico e Bia
O amor é que dá sabor ao saber
O saber sem sabor, não tem valor
Das brincadeiras do ensinar e do aprender
Maior prazer é desfilar na Sá Pereira

Balança o Véu de Maya
É tudo fantasia
Dá um zoom na Deusa Gaia
Nossa alegoria
Se a ciência da incerteza me levar
Vou navegar no imenso mar da poesia
Eu quero ver, ouvir e experimentar
Quero viver pra valer

Quem diz muito que sabe, não sabe
Só acha que sabe e não sai do lugar
Sabe muito menos que o rio que cai noutro rio e corre pro mar
Todos nós somos filhos da Terra
Rio, pedra, semente e flor
Vi as coisas da minha janela
Divina aquarela
É a lente do amor
A lente do amor

Felicidade aquarela

Bernardo Pinto/Fernando Pinto
Felicidade Aquarela
Vai começar a brincadeira
Quero cantar a vida é bela
No bloco da Sá Pereira

Hoje na avenida eu vim contar
Uma história pra lá de peculiar
Use sua melhor fantasia, confete, alegoria
Vem pra rua festejar a alegria

O índio encontrou a criança
E foram visitar sua floresta
Trazendo uma mensagem de esperança
Conhecer o mundo é uma festa

Alô, comunidade
Respeito com a nossa cidade
É na viagem do saber
Que todos nós vamos crescer

Viva a molecada
Vem colorir a nossa escola de alegria
E vem mostrar com paz e amor
Que o carnaval tem encanto, tem magia

Jogo de bola de gude, roda pião
Vou brincar de pique-esconde no meio da multidão
Jogo de bola de gude, roda pião
Fui pular o carnaval e conquistei seu coração

Da janela dou um Zoom

Nanando e Moyses Cohen
O que é tão simples como um novo dia?
Sou curioso, quero provar, cheirar, ouvir, tocar e ver,
Todos segredos da natureza
Pisar a terra e viajar pelas estrelas

Da janela dou um zoom
O que tem alí na frente BIS
Um mundo novo
Todo dia diferente

Com duas pedras, a fagulha fez o fogo
A maçã caiu do pé, sem gravidade
Logo vai brotar de novo
Me lambuzar na doçura do mel, que coisa boa
Cantar e voar não é só com passarinhos
Vem amigo, vamos juntos descobrir esse caminho

Questionar, experimentar, viver
A todo instante uma chance de aprender
Sou criança tenho a vida inteira BIS
Hoje a resposta é sambar na Sá Pereira

Eu vou perguntar
Da janela dou um zoom

Eu quero aprender a olhar

Rafael Oliveira e Luisa Duarte Oliveira
Zoom zoom zoom zoom zoom
Eu dou um zoom no seu olhar
Zoom zoom zoom zoom zoom
Que maravilha ex perimentar
(repete)


E é na arte do sambista
Que eu troco o meu ponto de vista
Abro a janela do olhar
Para o coração passar
Sentindo a criança a brincar

Ô olha olha no meu olho
Que eu quero mostrar pra vc
Agora olha pela rede
Que o mundo inteiro é seu

E com o samba do artista
Eu sonho uma nova vista
Abro a íris a cantar
Pra poder admirar
Toda alegria a gostar

Eu quero refletir
Eu quero projetar
Para construir
Um mundo inteiro a amar
(repete)

Ô viva Sá Pereira
No zoom da brincadeira
Chega de certeza
Eu quero aprender a olhar
Eu quero aprender a olhar

Tanto Saber

Manoela Marinho
O vento sacode as palmeiras
Do Humaitá
O samba sacode as cadeiras
Faz pensar
Que o homem que planta a semente
é o mesmo que inventa o avião
O mundo vem pra dentro da gente
E se expressa na forma da imaginação

É uma riqueza aprender
Tem tanta beleza, tem tanto saber
O verso do poeta
O trabalho do artesão
Os dados da informática
A formiga aí do chão
A fórmula da matemática
O avanço da medicina
O salto da bailarina

Eu quero tum! Tum tum tum
Pra ver meu bloco desfilar
Eu dei um Zoom! Zoom zoom zoom
Vem Sá Pereira, vem cantar!
Tanto Saber

Samba do Zoom Zoom

Guto Lins e Leo Tucherman
2x
Zoom, zoom,
Zoom zoom,
Somos zoom por todos
Todos por um

Eu só sei que nada sei
Cada vez aprendo mais
Não se esqueça dessa lei:
Os opostos são todos iguais

O pequeno no fundo é grande
Grande é o grão que faz pão
O perto mora lá longe
E o longe cabe na palma da mão

2x
Desde que Einstein chegou
Tudo é relatividade
O mundo pode ser sempre bonito
E a Sa Pereira a gente ama de verdade

O verde pode estar maduro
O azedo vira doce na panela
É a luz que se esconde no escuro
É a luz do mundo
Quando eu abro a janela

O futuro chega muito de repente
E o passado embrulhado no presente
O vermelho tem o cheiro da maçã
E o hoje é o ontem do amanhã

Zoom, zoom,
Zoom zoom...
Samba do Zoom Zoom