Notícias de 20 de maio de 2016 - Ano XXIII

Para Todos

Feriado e Informe

Na próxima quinta-feira, 26/5, teremos o feriado de Corpus Christi, e na sexta-feira, 27/5, faremos recesso. Por esse motivo, não haverá Informe nessa semana. A próxima edição será publicada no dia 3/6.

Festa Junina

Está confirmada a Festa Junina no dia 25/6, no Instituto Benjamin Constant: Av. Pasteur, 350 / 368 - Urca.
Educação Infantil a F2 - das 13h30 às 15h.
F3 a F9 - das 15h30 às 17h.
Precisaremos contar com São Pedro para repetir a farra do ano passado! A opção pelo período da tarde neste ano é uma tentativa de evitar o sol forte que prejudicou a festa da Educação Infantil no ano passado.

Aconteceu no Cine Debate

Na última quarta-feira, no Cine Debate Educação, tivemos a oportunidade de discutir a ocupação das escolas públicas estaduais do Rio de Janeiro, com a presença de setenta e três pessoas, muitos estudantes e ex-alunos da escola. Assistimos aos filmes A Rebelião dos Pinguins, de Carlos Pronzato, e Escolas Ocupadas - A Verdadeira Reorganização, de Jimmy Bro, e tivemos a oportunidade de refletir sobre as características dos movimentos dos estudantes no Chile, em 2006, e em São Paulo, em 2015.
A partir do tema A Escola como Espaço de Direitos e Deveres, refletimos sobre a importância dos temas políticos nas escolas, a urgência de pensar e praticar relações mais democráticas e criar e estimular espaços e tempos de diálogo nas relações entre estudantes, professores, direção e demais funcionários.
Em razão da ausência dos convidados, por estarem envolvidos com suas ocupações, o público refletiu sobre o papel dos estudantes nesse contexto político educacional e compartilhou suas experiências e impressões obtidas em visitas, atividades e contatos com as escolas ocupadas na Cidade.

Ensino Fundamental II

Raizes Quadradas

Já sabíamos que a subtração é a operação inversa da adição e a divisão, da multiplicação. Dessa forma, depois de aprender o cálculo da potenciação, era hora de as F6 conhecerem a sua operação inversa: a radiciação. Neste primeiro momento, estamos dando uma atenção especial ao cálculo da raiz quadrada, que não foi nada difícil de entender, visto que os alunos já estavam bem apropriados dos números quadrados. Uma vez entendido o conceito de raiz quadrada, os alunos, em grupos, discutiram para tentar encontrar estratégias que facilitassem o cálculo de raízes quadradas de números grandes e tiraram conclusões muito interessantes e pertinentes.

Saramago

Depois da leitura de O Conto da Ilha Desconhecida, os alunos de F6M criaram novas passagens para a história, sem perder o fluxo da narrativa. O que o Saramago não contou, mas poderia:
"(...) Ele me olha com indiferença, só tem olhos para a Ilha Desconhecida, às vezes penso, será que me quer por perto?
A mulher olha-me de um modo desconhecido e cada vez me cativa mais. Seu olhar intenso deixa-me exaltado, inquieto, às vezes, no entanto, deixa-me tranquilo, calmo, como se existisse uma barreira que protegesse nós dois.
- Por que olhas para mim?
- Pois tu me cativas.
- Ou será a Ilha Desconhecida?
- Meus olhos estão abertos e o meu coração também."

(Aisha e Luna)

História do Rio de Janeiro

Fizemos uma aula passeio à Fortaleza de São João, na Urca. Discutimos o nascimento da nossa cidade a partir de uma guerra que envolveu portugueses, temiminós, franceses e tupinambás. Além de localizar o surgimento da Cidade ao redor da baía da Guanabara a partir de uma vista privilegiada, contamos e ouvimos histórias de conflitos europeus que se desdobravam na América e de conflitos indígenas que já existiam neste território muito antes dos europeus chegarem, o que fazia dos fortes construções importantíssimas para a defesa dos territórios colonizados. Em sala, desdobramos o assunto a partir de conversas e da correção da atividade passada para casa depois do passeio.

Bonecos do Hans Staden

AS F6 estão animadas com a possibilidade de produzir o figurino para os bonecos que farão parte da peça que está sendo trabalhada nas aulas de Teatro. Os bonecos estão sendo enchidos com espuma e algodão e as roupas começarão a ser produzidas nas próximas semanas. Muitos tecidos, feltros, botões e penas entrarão em cena, juntamente com agulha e linha, para dar vida aos personagens das aventuras de Hans Staden em terras brasileiras, contada pela turma do Sítio do Picapau Amarelo. Vai ser incrível!

Povos Indígenas no Brasil

As F6 realizaram um amplo trabalho de pesquisa sobre os povos indígenas, com o objetivo de compreender a diversidade cultural existente no território brasileiro e no continente americano. Inicialmente, discutimos conceitos básicos como cultura, território e etnia. Assistimos ao vídeo Povos Indígenas: Conhecer para Valorizar, produzido pelo Museu do Índio, e analisamos e questionamos os estereótipos criados pela sociedade brasileira sobre os povos indígenas. Por fim, as turmas foram divididas em grupos e pesquisaram informações sobre diferentes povos indígenas em diversas partes do território brasileiro. Nosso grande objetivo será produzir painéis sobre os povos indígenas analisados e compartilhar as informações com todos os alunos da Escola.

Texto Surpresa na F6T

Foi divertido escrever... Organizados em círculo, todos os estudantes iniciam uma história livremente. Ao ouvir o sinal combinado pela professora, passam a história para o amigo ao lado. Foram dois sinais, de modo que cada texto fosse construído por três pessoas: aquela que inicia, a que segue desenvolvendo e a que faz o fecho. Então, todos os estudantes passaram pelas três experiências: criar inícios, criar recheios e criar finais. Depois, o texto volta a quem o iniciou e é lido para todos. Momento de muitas risadas! Há ainda a importância dos acordos, para que tudo dê certo: a letra precisa ser bem legível, de forma que o colega consiga construir sentidos para o que lhe chega às mãos; e não vale conversar em nenhum momento, pois tudo deve ser realmente uma surpresa!

Visita nas F7

Recebemos o professor da UFRJ Flávio Gomes, historiador especialista em escravidão e pai do Mateus Gomes (F8M), para conversar com os alunos sobre o tema Escravidão no Brasil. A conversa foi fechamento do estudo da escravidão que estamos fazendo há muito tempo e funcionou no esquema perguntas-respostas, com os alunos trazendo anseios de aprofundamento e dúvidas sobre as temáticas previamente trabalhadas. Muito compenetrados, encararam o encontro com curiosidade e seriedade.

Fragmento de Diário

O texto a seguir é um fragmento do diário de Maria Clara, proposta das aulas de Português da F7T para acompanhar a leitura de Eu Sou Malala.
"Logo no início da minha leitura já me sinto muito mal, pois todos nós vivemos reclamando de nossas vidas, mas não sabemos o que é sofrer de verdade. Enquanto eu lia, ficava o tempo todo me imaginando no lugar da Malala. Mesmo que a gente leia mil livros, assista vários documentários contando a história dela, a gente nunca vai realmente saber pelo que ela passou, qual foi a sensação dela, o medo que sentiu, o que sofreu... Só quem pode afirmar isso é quem estava lá esse tempo todo, quem sentiu com a própria pele.
Não, eu não sou mesmo a favor de pena de morte mas acho que esses terroristas devem pagar seriamente pelo que fizeram e ainda fazem. Por estragarem tantas vidas, por fazerem com que toda essa população viva com medo de um dia simplesmente cair uma bomba e tudo acabar, por tirar todos os direitos das mulheres, por tirar a escola de todas as meninas e arruinar com o sonho delas de ter um futuro decente.
Acho que lendo esse livro eu sinto uma tristeza eterna, uma raiva descontrolada, mas também um orgulho enorme por ela ter sido corajosa e lutado incansavelmente pelos seus direitos."

Trabalho Escravo

Qual é a situação do trabalho escravo no Brasil e no mundo? Instigadas pela questão, as F7 estão desenvolvendo pesquisas sobre diferentes situações de escravidão nos dias atuais. Nas últimas semanas, textos, vídeos e infográficos foram analisados e tratados para alimentar nossas ideias e orientar o processo de pesquisa. Agora, em grupos, os alunos estão pesquisados o fenômeno no campo e na cidade: quem escraviza e qual o perfil do trabalhador escravizado, entre outros assuntos. O grande objetivo será a produção de um trabalho final a ser apresentado para a Turma.

Observando a Camuflagem

As F8 começaram seus estudos sobre adaptação dos seres vivos observando os efeitos da camuflagem. Realizaram uma atividade no campinho, na qual o objetivo inicial era recolher o máximo de tampinhas coloridas em trinta segundos. Só no final foram informados de que o objetivo não era a quantidade, mas sim observar as cores das tampinhas recolhidas e sua relação com o meio onde se encontravam. O campinho tem o chão azul e as traves dos gols pretas, e nós tínhamos tampinhas vermelhas, amarelas, verdes, azuis e pretas. Assim, as tampinhas azuis e pretas, por hipótese, deverão ser as menos coletadas. Os resultados gerais teremos na próxima semana. Mas um diálogo entre o alunos já nos dá uma pista: "Tampinhas pretas? Não tem tampinhas pretas! Vocês conseguem encontrá-las nas fotos, no site?

Visita ao MAR

A visita ao Museu de Arte do Rio com as F8 foi interessante! Os alunos tiveram a oportunidade de observar e interagir com as obras do poeta e artista gráfico Wlademir Dias-Pino e conhecer de perto seu processo criativo. Organizada com muito cuidado e capricho, a exposição oferece muitas possibilidades, não apenas de apreciação; ao proporcionar o manuseio de algumas criações, permite ao visitante sentir-se coautor. Essa sensibilização ajudará a elaboração de composições nas aulas de Artes, que servirão como ilustração para os verbetes desenvolvidos nas aulas de Ciências e Humanidades. Essa parceria vai render bons resultados!

América Latina

No fechamento do trimestre, as F8 finalizaram o trabalho dos verbetes de Geografia sobre a América Latina, para compor o Projeto da Enciclopédia das Ciências e Humanidades. Pesquisaram também os conceitos geográficos, as personalidades e fatos geo-históricos latino-americanos. Sistematizaram os conteúdos estudados ao longo do trimestre com a produção de um texto sobre a diversidade cultural e os conflitos territoriais ocorridos na região, a partir da reflexão sobre a música Latinoamerica, de Calle 13.

Música e Revolução

As F8 estão se aproximando dos conceitos de Liberdade, Igualdade e Fraternidade nas aulas de Música. Buscando representações e associações musicais com essas ideias, as turmas estão aprendendo um pouco sobre análise e história da música. Temos ouvido e tocado pequenos trechos retirados de composições relacionadas à Revolução Francesa e à transição do estilo clássico ao romântico. Em breve, começaremos um trabalho de composição baseado nessas obras.

Globalizados

Com o auxílio de textos e ilustrações, as F9 finalizaram o estudo do fenômeno da Globalização, elaborando uma ficha.Tivemos a oportunidade de compreender e sistematizar os efeitos dos avanços tecnológicos nas dimensões política, econômica, social, cultural e logística. Discutimos a questão da globalização da produção de bens, buscando compreender e diferenciar a aplicação dos conceitos de teia global e aldeia global. Por fim, com a leitura de notícias de jornal, analisamos os impactos da globalização na vida das pessoas.

F9 no ORT

"As F9 foram na escola técnica ORT para conhecer as áreas de tecnologia e aprofundar o estudo das doenças urbanas realizados em aula, em especial na área da higiene. Lá, visitamos os laboratórios de biotecnologia e fizemos algumas experiências. Utilizando um líquido fluorescente para marcar as pessoas contaminadas, discutimos sobre a transmissão de doenças por fluidos e contato e sobre a importância de lavar as mãos após o uso do banheiro. Também observamos os vetores e os agentes de algumas doenças no microscópio ótico. E, por fim, testamos a eficiência do papel higiênico na proteção das nossas mãos, onde cultivamos em placa Petri as leveduras que atravessaram o papel e entraram em contato com a nossa pele. O resultado dessa atividade mostraremos na próxima semana." (Texto coletivo - F9T)

Mesa-Redonda de Cineastas

As F9 participaram de uma roda de conversa incrível sobre cinema. Cineastas, diretores de arte, fotógrafos, roteiristas, produtores, todos pais de nossos alunos de diferentes séries e segmentos, vieram e deram uma aula generosa para os alunos, que curtiram muito. Contaram um pouco sobre a especificidade de cada função que compõe uma equipe de cinema, como atuam na prática, deram dicas e tiraram dúvidas sobre a produção dos curtas que as turmas começam a filmar. Teve até convite para assistir a uma gravação profissional no dia seguinte. E não é que o Mateus Gomes aproveitou a oportunidade e madrugou para assistir à filmagem com o Jacques Cheuiche e o Leandro Lima? Participaram também André Horta, André Weller, Licia Manzo, George Moura, Eduardo Goldenstein e Mariana Ferraz.
A parceria dos pais com a Escola é fundamental para fortalecer nossa comunidade e ampliar o significado do trabalho educativo que desenvolvemos com esse projeto. Muito obrigado a todos.

Direito à Cidade

Durante o primeiro trimestre, as F9 se dedicaram a uma pesquisa que integrou os conteúdos das disciplinas de Ciências e Humanidades e o Projeto Institucional. Propusemos às Turmas que contemplassem os seguintes assuntos: reforma Pereira Passos; demolição do Morro do Castelo; Porto Maravilha; epidemias urbanas; e origem do samba, tendo como foco central o direito à cidade.
Além do trabalho de campo, que proporcionou um acesso ao cenário real dos fatos e conceitos que iriam estudar, sugerimos fontes de leitura e pesquisa para que gerassem os textos presentes no trabalho. Cada aluno receberá um exemplar impresso, mas os interessados podem também acessar o conteúdo em www.escolasapereira.com.br/pagina/1523.

Aniversários

De 21/5 a 3/6

22 Bruna Gailey Wajsros F7M
23 Fernando Hosken Pereira F4T
23 Leonardo Poppe Taborda F6M
23 Clarice Sá de Oliveira F4M
23 Joana Leandro Ferraz de Oliveira TDM
24 Gabriela Vinhaes Santos Neves F8T
25 Sofia Mattos de Moura Gonçalves F6M
26 Lavinia Fonseca Telles Mourad F6T
26 Theo Bacal Bonet F2T
27 Thais Magnan Coelho F7M
27 Rafaela Morosini Menezes F8T
28 Luisa Dahmer Pereira de Araujo F6M
29 Clarissa Castro da Nóbrega F1T
29 Manuela Zyngier Tenório F2M
29 Marcos Figueiredo Alves dos Santos F6T
29 Sabrina de Souza Barbosa AUX
30 Luca Horta Medina Pereira TCT
31 Ana Regazzi Lent Santos F1M
31 Clarisse Ozelin Picado F2M
1 Teresa Buarque de Holanda Baltar F2T
1 Manuela Froes da Fonseca F8T
1 Bruna Alves Rangel AUX
1 Pedro da Costa Pontes F7T
2 Francisco Martins Amado F4M
3 Marina Ferraz Sussekind TCT
3 Clara Araujo Faerstein TCT
3 Maria Beatriz Fernandes Carlos F3T