Campeã - Sá Pereira Estende Sua Mão

Nanando e Moyses Cohen
Chegou a hora de cantar a liberdade
Espalhar pela cidade
Um gesto de amor e igualdade
É preciso respeitar as diferenças
Qualquer que seja raça, cõr, partido ou crença
Queremos luz, fraternidade e muita paz
Em toda parte os direitos são iguais

Vem meu irmão que eu te estendo a mão
O preconceito vai virar.... Poeira!
O mundo inteiro num abraço universal
Fazer da vida um eterno carnaval
(bis)

Educação, amizade e gentileza
Respeitar a natureza
O dever é preservar
Nosssa casa é o planeta
O amanhã vem com certeza
Vamos deixar tudo no lugar

Raiou o dia e vejo lá no horizonte
Um bloco lindo, animado e sem fronteira
Hoje tem samba alegria e brincadeira
Vem!... Tem sá pereira! (chegou...)
(bis)
Campeã - Sá Pereira Estende Sua Mão

Qual o Problema de Ser Diferente?

Julieta Varoni, Leo Taborda, Luisa Dahmer, Bruno Antonio e Sebastião Cruz, alunos da F6 M.
(falado) Qual o problema de ser diferente porque realmente não vejo nenhum 4x

Na Sá Pereira tem ioiô e iaiá
por isso todo mundo vem dançar, vamo lá!

Temos todos os mesmos direitos
à liberdade, igualdade e fraternidade,
Temos que mudar nossa verdade
com a paz da humanidade!

Coisas ruins e boas acontecem,
tudo tem um porquê,
só precisamos é saber compreender,
que as pessoas diferentes podem ser.

Todos temos direitos,
todos têm seus defeitos,
tudo o que temos parece
que nunca vai acabar,
mas acaba,
e ter de novo ninguém conseguirá
hahaha

repete a música e termina com:
(falado) qual o problema de ser diferente porque realmente não vejo nenhum 2x
Qual o Problema de Ser Diferente?

Deixa o Rio Correr
no Carnaval da Sá Pereira

Igor Codeço
Deixa o rio correr; Deixa o mar derramar
Essa onda que invade o meu coração
Deixa a paz renascer no esplendor da canção
Deixa a gente brincar no carnaval de folião
Deixa a lua brilhar; E o sol resplandecer
Deixa a luz da esperança de novo nascer
Deixa que a Liberdade viva por inteira
Deixa a gente pular no carnaval da Sá Pereira
Pular, pular.... no carnaval da Sá Pereira
Pular, pular.... pra só parar na quarta-feira
Deixa o homem saber que ele é filho da Terra
Ele é filho do amor, deve esquecer a guerra
Deixa o homem aprender com o fulgor da criança
Deixa a gente viver na alegria da dança
Deixa o mundo girar; Deixa o sonho crescer
Deixa a flor da Igualdade jamais fenecer
Deixa a gente rodar na ciranda primeira
Deixa a gente pular no carnaval da Sá Pereira
Pular, pular.... no carnaval da Sá Pereira
Pular, pular... e só parar na quarta-feira
Deixa o Rio Correr<br> no Carnaval da Sá Pereira

Vice-campeã - Nós... Desatando os Nós

Pedro Pamplona, Daniel Sztajnberg, Marcelo Goldenstein, Claudio Mendes Moraes e Carlos Gil
Não estamos sós
Vamos encontrar uma saída
Do labirinto eu entoo a minha voz
É carnaval, quero celebrar a vida

Vou sonhando...
Acreditando em viver meu ideal
Promessas de deveres e direitos
Luta contra os preconceitos
Cultivar sem desmatar

Pois quanto mais a terra clama
Mais floresta menos lama
Esse ideia eu vou plantar

Pra que confronto?
Por que conflito?
Conviver com as diferenças
Respeitar todas as crenças
Todos nós numa só tribo

Desata
O nó da gravata
Vem pro carnaval brincar
Descobre
Um novo caminho
Sá Pereira é seu lugar
Vice-campeã - Nós... Desatando os Nós

Carinho do cuidador

Leo Tucherman, Maíra Martins e Augusto Ordine
No riso da criança
A vida germinou
Fez brotar um mundo
Cheio de amor

Não quero mais viver em desacordo
E ver minha alegria em um mundo sem paz
Quero é poder olhar pro lado
E ver toda essa folia
Transformada em algo mais

A mãe tartaruga desova os ovos na praia
e não olha pra trás
Passarinho precisa de um empurrãozinho pra voar
e assim são alguns animais

Mas o bicho homem, vou dizer como faz
Gente tem que estar junto
Tem que se sentir cuidado
Saber que é muito ouvido e amado

Com o carinho do cuidador
cresce a criança, germina a flor

Na Sá Pereira cresce meu amor
dando a criança o seu valor

Com o carinho do cuidador
cresce a criança, germina a flor

Sá Pereira, ninho de amor
cantinho de cuidado, é com ela que eu vou
Carinho do cuidador

Eu Você e Todo Mundo

Moema Moura
Sá Pereira
É tão bonito receber novos amigos
Quem agrega é mais querido

Planeta sem conflito
sem guerra, agressão ou fanatismo
Um galo só não tece uma manhã
Nós somos o bonde do amanhã

Quero ver eu você e todos juntos
Convivendo e cuidando desse mundo (2x)
Eu Você e Todo Mundo