Relatório de Grupo do Segundo Semestre de 2010

Projeto

As Cidades e o Meio Ambiente

Encerraramos o primeiro semestre conversando sobre os males que a poluição provoca às cidades. E o segundo semestre começou com um novo projeto. A leitura do livro Piraiaguara, de Bia Hetzel, inaugurou as discussões sobre algumas cidades litorâneas, suas características e seus projetos ambientais

O Que é Meio Ambiente?

Para responder a essa pergunta, lemos uma história da Turma da Mônica, de Maurício de Souza, que sugeria uma boa discussão sobre o tema. Ficou muito presente a ideia de que meio ambiente é tudo o que está ao nosso redor, inclusive nós mesmos. Depois, envolvidos com os problemas de degradação, visitamos o "site" da Unep, unep.bayer.com/en/homepage.aspx, no qual apreciamos desenhos de crianças do mundo todo, alertando para a poluição e a destruição do planeta. Em seguida, todos colocaram suas próprias ideias no papel e debateram sobre as possíveis soluções.

Uma Grande Aventura

Nossas crianças fizeram uma viagem imaginária, de barco, para Salvador. Com chapéus de marinheiro, confeccionados por elas, e escutando sons do fundo do mar, remaram enquanto avistavam animais marinhos como tartarugas, golfinhos, estrelas do mar etc. O amigo Piraiaguara foi nosso guia. Durante a viagem, cantaram "Marinheiro Só", que aprenderam nas aulas de Música. Foi um dia especial! Produzimos um enorme barco de papel e colocamos nossos auto-retratos. E demos continuidade à rota pelas cidades do litoral do Brasil.

Conhecendo o Projeto Tamar

Conhecemos um pouco sobre a cidade de Salvador e o Projeto Tamar. Pesquisamos, em grupo, na sala dos computadores, sobre as diferentes espécies de tartarugas marinhas. Depois, as crianças compartilharam a pesquisa com toda a turma.

Eleições

Próximo das eleições iniciamos a leitura do livro "É o Maior", de Guto Lins, que conta uma eleição entre os animais. Cada criança leu uma página para a turma, escolheu um "animal-candidato" para votar e o desenhou no caderno. Fizemos uma eleição com cédulas e urna. Cada criança apresentou o bicho que escolheu defendendo sua escolha e, dessa forma, procurou convencer outros eleitores a votarem em seu candidato. O vencedor foi o cachorro!

Turma da Estrada em Florianópolis

Mais uma vez pegamos nosso barco para viajar para outra cidade litorânea do Brasil: Florianópolis. As crianças adoraram saber que esta cidade é uma ilha. Conhecemos o Projeto Baleia Franca e sua relação com a cidade.

Baleias Francas

Nossa turma começou a pesquisar sobre as características da Baleia Franca. Vimos que uma baleia pode chegar a medir 18 metros, pesar 60 toneladas e que seu borrifo sai em forma de "v". Ficamos envolvidos com esta pesquisa e fizemos atividades de artes relacionadas a esse mamífero.

Algumas Leituras

Nossas crianças começaram a leitura do livro, "A Festa no Céu". Vimos outras versões da história na biblioteca e fizemos uma pintura dos animais que voam e que aparecem na trama. Para completar, cada uma fez a sua tartaruga com um casco de argila remendado! Todas se empolgaram com essa leitura!
As crianças embarcaram também na viagem de Ismael, em Mooby Dick. Fizeram a leitura do livro em capítulos e compartilharam cada detalhe da grande aventura! Depois, desenharam suas próprias baleias e mostraram para os amigos da turma.

Fechando o Projeto

Para encerrar o projeto fomos à Cobal comprar um peixe e alguns ingredientes para prepará-lo no forno. Aproveitamos para ver outros animais marinhos que estavam à venda na peixaria, como o polvo , o camarão e a lula. As crianças ficaram muito felizes em poder fazer essas compras junto com os amigos. Na escola, escrevemos a lista de compras no caderno, vimos quanto dinheiro tínhamos gasto e, no final do dia, nos deliciamos comendo esse gostoso peixe.

Matemática

Camilão, o Comilão

As crianças ouviram a história de um porco muito preguiçoso: "Camilão o Comilão", de Ana Maria Machado e receberam a grande novidade: uma apostila de matemática, muito divertida, relacionada ao livro. Todos gostaram dos desafios que envolvem números, quantidade e problemas.

Batalha de 10

É um jogo com baralho no qual os participantes têm que formar pares de cartas que, somadas, dão 10. Em sala, jogamos diversas vezes esse jogo que possibilitou a aprendizagem das adições que têm como resultado 10. As crianças terminaram o semestre realizando esses cálculos com rapidez.

Estrada e os Números

Nas atividades com números, nossas crianças demonstraram que construiram conhecimentos relacionados a posição dos algarismos na escrita numérica. Aprenderam a diferenciar, por exemplo, o 18 do 81, 12 do 21 e curtiram bastante os jogos de bingo e os ditados de números.

Qual é o seu palpite?

As crianças aprenderam um novo jogo: Jogo do Palpite. Colocamos 10 palitos em uma caixa com uma divisória, sacudimos e cada criança apresentou seu palpite de quantos palitos ficariam em cada lado da caixa. Torceram bastante e mostraram-se ágeis nas contas que dão 10.

Problemas de Matemática

Os problemas fizeram sucesso entre crianças. Adoraram resolver os desafios que envolviam diferentes operações. Trocaram com os amigos suas estratégias aprendendo que existem diversas maneiras de chegar ao resultado final.

Mercalixo e Mercadinho da Reciclagem

As crianças fizeram compras no Mercalixo e no Mercadinho da Reciclagem, supermercados com produtos de sucata feitos pelas F2. Utilizando suas sacolas retornáveis e dinheirinho de brincadeira puderam comprar, comparar preços e verificar o troco de suas compras. Todos ficaram felizes e levaram seus produtos para casa. No final vimos quem conseguiu economizar mais dinheiro e escolher os melhores preços.

Festa

Festa Feliz

Muito envolvidas com o projeto, nossas crianças dançaram e cantaram, alegres e junto a seus pais, as cirandas que tanto embalaram as pesquisas do grupo. Nossas aventuras pelo mar e tantas aprendizagens sobre a fauna e a flora marinhas, os projetos ambientais de cada uma das cidades litorâneas que conhecemos e a reflexão sobre a importância dessas iniciativas tiveram sua marca impressa nos trabalhos expostos na festa. Para finalizar o encontro, saboreamos com os pais um delicioso sacolé, preparado pelas crianças, e mergulhamos numa divertida eleição marinha.

Passeios

Dia das Crianças

Comemoramos esse dia tão feliz no Parque da Cidade. As crianças brincaram, correram e se diverdiram a valer. Fizemos um gostoso piquenique e, quando chegamos na escola, saboreamos um sorvete com cobertura de chocolate. Uma delícia!

Passeio à Lagoa

Convidadas pelo pai do Tomás, as crianças foram ao espaço Encontro das Águas, que nos proporcionou participar de atividades de Educação Ambiental, promovidas pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente, em homenagem ao dia da árvore e à entrada na primavera.

Visita à Pereirinha

Às vésperas da Feira Moderna a turma mudou sua rotina. Passou uma parte do tempo na Pereirinha. As crianças lancharam e brincaram de massinha, lego e muitos jogos. Também adoraram a companhia dos jabutis!

Baía de Guanabara

Um dia lindo na cidade maravilhosa, perfeito para ir à praia. Foi um passeio que fizemos à Praia Vermelha. Difícil molhar só os pés. As crianças descobriram que a praia fica na entrada da Baía de Guanabara e esperavam encontrar o Piraiaguara. Luis Otávio, o biólogo, coletava alguns animais do mar enquanto as crianças brincavam na areia. Depois, em uma grande roda, conversou e apresentou o Baiacu, o Caranguejo Aranha, o Ouriço, o Pepino do Mar, Anêmonas e Moluscos. As crianças tocaram nos animais e se encantaram com o que aprenderam.

Passeio e Visita Especiais

A Turma vivenciou dois momentos especiais: a ida ao Jardim Zoológico para conhecer, de perto, alguns animais, especialmente a tartaruga, personagem do livro "Festa no Céu" e a visita do Marcelo, pai do Iuri, que é ictiólogo, profissional que estuda os peixes. Marcelo trouxe alguns animais marinhos, entre eles um baiacu, um cação, uma arraia, um peixe serra, além de uma mandíbula de tubarão tigre. As crianças puderam tocar nos peixes, com luvas apropriadas, e fazer diversas perguntas.

Expressão Corporal

Aulas com Sucatas

A preocupação com as cidades e o meio ambiente nos sugeriu o aproveitamento de materiais encontrados no lixo para incentivar diferentes deslocamentos. A partir de suas diversas formas e de outras características apresentadas pelos materiais, criamos sequências de movimentos, observando alguns princípios como os planos alto, médio e baixo e as diagonais. Aproveitamos as garrafas Pet, cheias de água colorida, alinhando-as para formar corredores. Exploramos possibilidades de movimento na horizontal, na vertical, nas diagonais, em zig zag e saltando livremente, sem derrubá-las.

Jogos em duplas

Vivenciamos quatro jogos lúdicos em duplas. Na dinâmica do "guia", cada criança vendava, com as própria mãos, seu amigo e o guiava pela sala. Depois de algum tempo em deslocamento, a criança vendada dava um palpite sobre sua localização no espaço da sala. Outras dinâmicas se seguiram como a do "sanduíche", na qual um amigo se coloca em cima do outro, com todo o cuidado, para seu corpo não se tornar um peso e uma pressão desagradável, e a da "massinha de modelagem", que propõe a criação com o corpo do colega de uma forma estática que, em seguida, foi apreciada por todo o grupo como uma obra de arte. A cada dinâmica trocávamos as duplas para garantir a integração e a ampliação do contato com o corpo do outro. Também brincamos de "espelho", desenvolvendo a cópia de posição e a atenção, quando uma criança imitava o movimento de outra, buscando a máxima precisão para refletir o amigo como um espelho.

Cirandas

O diálogo como projeto sobre as cidades do litoral do Brasil esteve sempre presente em nossas aulas. Dedicamo-nos às cirandas, dança característica dessa região e, numa grande roda, mão com mão, lado a lado, marcamos juntos os passos dessa dança. As crianças aprenderam a se deslocar dentro de seu ritmo e de suas melodias envolventes. Criamos uma pequena variação nos divertindo com gestos e passos inspirados pelas letras cantadas.

Procurando por você!

Nossa última coreografia ficou pronta em apenas uma aula, tamanha eficiência e dedicação das crianças nos ensaios e na composição dos passos. Última turma a iniciar os ensaios para a festa de encerramento, mas a primeira a concluir o trabalho. Nesse processo, todos demonstraram muito entusiasmo e alegria com uma dança bem vibrante. Dedicaram-se à produção e se divertiram muito, demonstrando uma atitude participativa e a consciência da importância do trabalho da turma para compor o espetáculo que envolve toda a escola.

Música

Marinheiro Só

As atividades musicais das turmas de F1 se concentram no canto e na utilização dos instrumentos de percussão, para vivenciar aspectos rítmicos e melódicos, explorando diferentes alturas, intensidades e timbres, em jogos e dinâmicas em grupo. Em sintonia com o estudo sobre as cidades litorâneas, cantamos a música "Marinheiro Só", de Caetano Veloso. Para acompanhar a cantoria, retomamos a prática com os instrumentos de percussão, formando nossa bandinha.

Preparando a festa

Outras canções vieram enriquecer o repertório dessa turma e foram apresentadas na Festa Pedagógica. Além da "Suite dos Pescadores", de Dorival Caimmy e de "Descobridor dos sete mares", de Michel e Gilson, um pout pourri de cirandas serviu de base para a movimentação que aprenderam nas aulas de Expressão Corporal.

Sucesso na Pereirinha

O arranjo preparado para a canção "Marinheiro Só" também foi apresentado na Pereirinha. Nossa bandinha foi muito bem recebida pelas crianças da Educação Infantil e o passeio se transformou, para alguns, numa possibilidade de matar a saudade desse espaço.

Para encerrar o ano

Nas últimas semanas do ano, nos dedicamos a aprender a cantar "Deixa Sangrar", de Caetano Veloso, música que marcaria nossa presença na festa de encerramento. Cantar e dançar ao mesmo tempo, é um grande desafio até mesmo para adultos experientes, mas nossas crianças se esforçaram para dar conta do recado.

Inglês

Under The Sea In The Yellow Submarine

O segundo semestre foi muito divertido! As crianças já estavam bem mais à vontade, falando e cantando em inglês com desenvoltura, usando as palavras do vocablário com naturalidade durante as atividades.
Embalados pela canção dos Beatles e pela forte imagem do Yellow Submarine, mergulhamos até o fundo do mar para encontrar os animais que ainda não faziam parte das nossas brincadeiras: os animais marinhos.
Foi uma longa viagem, repleta de novidades e atividades que despertaram um maior interesse nas crianças.

Domestic or Wild?

Foram muitas as brincadeiras e os jogos que fizemos até conseguirmos nomear e classificar os animais em domésticos e selvagens. Para recordamos alguns que já conhecíamos de nome, cantamos e lemos o livro "Brown Bear", de Erica Carle. Aprendemos através de imagens que foram pesquisadas no computador em duplas pelas próprias crianças. Tudo foi registrado no caderno com muito capricho!

Finding fun!

Alguns filmes e vídeos ilustraram as aulas com suas músicas animadas e cenas engraçadas! Essas atividades ajudam muito os pequenos a se aproximarem do vocabulário. Reconhecem palavras, aperfeiçoam a percepção auditiva e a pronúncia com facilidade, quase sem perceber. Além de se divertirem a valer! Little Mermaid, Finding Nemo, Singing in the rain e Make a wave foram alguns dos que assistimos e nos divertiram.

Games

Muitas foram as atividades e fichas que nos aproximaram do projeto, mas nenhuma foi tão interessante para as crianças quanto o Sea Animals Memory Game. Participaram de todo o processo de elaboração tanto do jogo usado por toda turma, quanto do individual produzido artesanalmente. Para construirmos o grandão, fomos até o computador e pesquisamos as imagens que mais nos agradavam. Montamos as imagens em duplas na cartolina e brincamos bastante praticando e repetindo as palavras várias vezes. Partimos, então, para a produção do memory game de cada um, com imagens desenhadas com todo capricho. Cada criança teve a oportunidade de desafiar um ou mais colegas para uma partida. Quem aceita o desafio?

Books and songs

Os superhits do primeiro semestre continuaram a soar durante as aulas: Yellow Submarine; I like to count my fingers; Mas a nova direção do projeto trouxe novas canções que foram, também, bem aceitas pelas crianças: Under the Sea; One little two little three little sharks e Singing in the rain foram as mais pedidas.
E não podemos deixar de mencionar os livros que vieram de casa e muito contribuíram para a nossa rotina. Lemos o “1fish, 2 fish, 3 fish”, Dr Seuss entre muitos outros.

Educação Física

Jogos e brincadeiras

O retorno das férias foi tranquilo e neste clima reiniciamos as atividades no Pereirão buscando através dos jogos de futebol, queimado, pique-bandeira, basquete e handebol proporcionar às crianças não só a melhoria de suas habilidades, mas também novas oportunidades de trabalho em equipe.
Durante o semestre, as crianças aperfeiçoaram o equilíbrio, mudanças de direção, as ações de girar, correr, saltar, chutar. Reivindicaram, ouviram, propuseram alternativas, expuseram sentimentos; um exercício também para a vida.
Para fechar o ano, planejamos mais um Pereirão sobre rodas.
As crianças amadureceram e hoje são mais capazes de escutar as regras e se esforçam para cumprí-las. Aguardam com ansiedade o início das atividades, o que faz com que optemos, muitas vezes, por jogos aonde todos jogam ao mesmo tempo.
Adoram os Pereirões livres quando têm a oportunidade de jogar o que escolhem. Brincadeiras já conhecidas, mas com algumas regras novas, também os divertem muito. É um grupo unido e participativo.