Relatório de Grupo do Segundo Semestre de 2010

Turma do Jacaré

Chegada

Reencontro dos Jacarés

A Turma do Jacaré voltou das férias animada e mais falante. A
alegria de reencontrar os amigos e professores pôde ser observada nas brincadeiras e nos abraços que brindaram esse momento.

Mais crescidas, as crianças passaram a circular com maior tranquilidade e autonomia pelos espaços da escola. A sala de jogos tornou-se um lugar ainda mais propício para as nossas rodas de conversa e para as brincadeiras organizadas em pequenos grupos pelas próprias crianças.
Além de organizarmos nossa rotina, conversamos sobre diferentes assuntos do cotidiano e também sobre as atividades relacionadas às nossas
pesquisas.

Projeto

O Que Tem Perto da Escola?

Conversando sobre o que veem no trajeto de casa à Pereirinha, e como fazem para chegar, iniciamos o novo projeto, "O que tem perto da nossa escola?". A intenção era aproximar as crianças da cidade, partindo da Pereirinha para explorar seus arredores.

Jacaré Vai à Rua

As crianças, sabem o que tem perto da escola:
"A Cobal, tem bombeiro."Yuri
"O Pedrinho com a pipoca."
Júlia
"Tem a rua" Pedro Porto
"Tem carro e a gente tem que esperar ele passar." Tomás
"Tem caminhão."
Lucas
"Tem casa e prédio aqui perto." João Jabor
"Tem a Pereirona, meu irmão estuda lá."
Maria Beatriz.
Para continuar instigando, fizemos uma caminhada pelas proximidades da escola e identificamos lugares que as crianças já conheciam.

Redondezas

Durante o passeio pelas redondezas, comentamos sobre o que vimos e o que já conhecíamos. Descobrimos que no supermercado da Cobal tem uma padaria, onde compramos pão e requeijão para o lanche. Aproveitamos e assistimos a um vídeo, produzido pelo Sesc, que mostrava a preparação do pão. Comemos deliciosos pães de queijo preparados pelos nossos "padeiros mirins".

Na Feira

Depois do passeio, resolvemos brincar. Montamos uma barraca com uma mesa e tecidos e separamos os legumes e as frutas. Usaram a imaginação para comprar e vender, aproximando-se de noções matemáticas como contagem e relações quantitativas. Foi uma farra!

Na Horta

A partir das pesquisas sobre a feira, recebemos a visita de Marcos, pai da Julia, que conversou sobre seu trabalho com agricultura orgânica. Ele trouxe terra, semente, mudas para plantar e verduras fresquinhas que saboreamos com as crianças. Falou sobre como devemos cuidar da nossa horta e o bem que esses alimentos fazem para a saúde. O encontro foi muito legal e as crianças ficaram mais sabidas para ajudar na hora da feira!

Passeio ao Copor de Bombeiros

Depois de explorar a feira, resolvemos embarcar para outro lugar bem pertinho da escola:
"Fomos visitar o Quartel dos Bombeiros que fica bem pertinho da nossa escola. Lá, a gente encontrou o bombeiro Tenente Carvajal, que mostrou o caminhão com escada, o tesourão que corta carro e algumas ferramentas. Ele colocou luva, capacete, bota e roupa para apagar o fogo. Depois, ele chamou outros bombeiros para ligarem a mangueira. Saiu muita água e nós ajudamos a segurar porque estava muito pesada. Também subimos no caminhão e colocamos o capacete para tirar foto. No final lanchamos e fomos embora de ônibus.
O passeio foi muito legal!"

Texto Coletivo da turma

O Fogo é Apressado

"Cuidado o fogo é apressado, pega pega de repente..."

As crianças levantaram várias hipóteses a respeito do fogo. Exploramos fotos, vídeos e a música da Ana Moura que foi cantada com muito entusiasmo por todos.

"O fogo estala porque a madeira esquenta"
Yuri
"Quando está muito sol, a ávore também queima"
Dora
"O fogo é marrom"
Malu
"Na casa da pessoa também pega fogo e estala muito alto"
Raphael

Sobre Rodas

Envolvidos com o novo projeto, "Brincando pela nossa cidade", nossos pequenos trouxeram seus brinquedos com rodas preferidos para o passeio no Aterro. Experimentaram andar em alta velocidade com suas bicicletas, velocípedes e patinetes. Entre uma parada e outra, para recuperar o fôlego, conversamos sobre as regras de segurança e sobre as sinalizações da ciclovia.

Pesquisando

Depois da pesquisa feita por meio de fotos e livros sobre brinquedos, nos inspiramos para confeccionar alguns deles e conversamos sobre os lugares de nossa cidade onde poderíamos levá-los para brincar.

"Pipa pode levar para a praia"
Raphael
"A bolinha de gude podemos levar para o Aterro do Flamengo"
João J.
"Tem que tomar cuidado para a pipa não cair na água"
Maria Beatriz
"A bolinha de gude não podemos levar para a praia porque afunda na areia"
Julia
"O bilboquê podemos levar para muitos lugares"
Lara
Depois de muita conversa, convidamos o Ricardo, professor da Turma do Bonde, para nos ensinar a fazer uma pipa.

Olha o Circo Chegando!

Os ensaios das danças para a festa de encerramento foram animados pelos personagens circenses causando uma enorme diversão. Aproveitamos para nos aproximar desse universo por meio de histórias, vídeos, músicas e muitas brincadeiras!

Boas Férias!

Ao longo de todo este ano, percebemos o grupo mais integrado. As crianças demonstraram o quanto haviam aprendido umas com as outras passando a ser mais tolerantes, a respeitar as regras da escola em prol de uma convivência mais harmoniosa e a participar da rotina com mais autonomia contribuindo de forma mais dinâmica para a construção de um grupo feliz.
Nos despedimos com o coração saudoso e cheio de alegria.
Boas Férias a todos os Jacarés e suas famílias!

Festas

Festa no Parque da Cidade

Escolher o Parque da Cidade para a festa pedagógica do semestre teve como objetivo ocupar esse espaço esquecido de nossa cidade. Muitos de nós guardamos lembranças de momentos felizes de nossa infância passados ali. Pais e professores puderam revivê-los junto a seus filhos e alunos. O tempo não era nada animador, mas resolvemos arriscar. No meio de muitas nuvens, veio o sol. A Pereirinha, reunida no gramado verdinho, cantou, dançou, trabalhou e se divertiu nas oficinas e, quando a festa estava quase para terminar... veio uma chuva fina e gelada que colocou todo mundo, às carreiras, para fora do Parque.

Dia das Crianças

A comemoração do Dia das Crianças foi muito animada. Inspirados no tema do projeto institucional, professores e auxiliares adaptaram a história "A Ratinha da Cidade e a Ratinha do Campo" e a encenaram. As crianças riram a valer, divertindo-se com o enredo, e também ao tentarem identificar quem estava caracterizado como personagem. E se esbaldaram com a surpresa no final: picolés!

Música

Sons Que Nos Rodeiam

Como a Turma resolveu pesquisar o ambiente sonoro das ruas próximas à escola, trabalhamos as músicas "Se Essa Rua Fosse Minha" e "Ora Bolas", do Palavra Cantada. Mas a coisa pegou fogo mesmo com a música de Ana Moura, “Cuidado O fogo é apressado / Pega, pega de repente / … / Fogo pegou, fogo pegou / Chame o seu bombeiro no quartel”.

Sons Virtuais

Interagindo com o projeto da turma, pesquisamos a sonoridade de diferentes sucatas, objetos descartados pelos moradores da cidade. Por meio de um teclado, selecionamos sons de guitarra, contrabaixo, bateria, sopros para que as crianças pudessem improvisar sobre uma base pré-preparada de "hip-hop". Assim, exploraram uma nova tecnologia, um jeito moderno e urbano de fazer música.

Reciclando Sons

Assistimos ao curta "A Casa do Mestre André", do grupo Udigrudi. Inspirados em seus instrumentos de sucata, garrafas pet, latas e pvc iniciamos a exploração de timbres percutindo, friccionando e, às vezes, pinçando ou soprando. Aproveitamos toda a riqueza do material, dispensado pelas cidades grandes, para fazermos som.

Música em Apartamento

Assistimos ao video "Música para um Apartamento e Seis Bateristas", no YouTube, no qual os diferentes cômodos de um apartamento são tomados por músicos, que passam a fazer "levadas" modernas com timbres inusitados. http://www.youtube.com/watch?v=f2bcPIXl8kc
Apreciar essa exploração foi um convite para que as crianças fizessem suas próprias descobertas.

Expressão Corporal

Estripulias

A entrada no Salão em nada lembrou a do primeiro semestre. Confiantes, falantes e saudosos dos materiais e das estripulias que eles permitem, nossos pequenos entraram sabendo o que queriam: brincar. E assim iniciamos o semestre, explorando novas possibilidades corporais!

Percorrendo Circuitos

Foi muito animada, e cheia de desafios, a aula de Expressão Corporal. O circuito proposto fez com que as crianças desenvolvessem atitudes de confiança nas próprias capacidades motoras, interagindo entre elas e com os materiais disponíveis.

Entre bolhas

Sobre um imenso tapete de plástico bolha, as crianças foram convidadas a se movimentar. Entre saltos, corridinhas e rolamentos, ouvíamos o estouro das pequenas bolhas. As risadas e a alegria dos nossos pequenos foram contagiantes nesse trabalho sensorial.

Folhas

Ainda no campo sensorial, trouxemos inúmeras folhas de amendoeiras para que as crianças pudessem explorar. Elas rolaram, caminharam, correram, pularam e dançaram obedecendo diferentes estímulos sonoros.

4x4

Assistimos a um trecho do espetáculo 4x4, da Cia. de Dança Debora Colker, no qual os bailarinos dançam entre vasos, sem derrubá-los. Após a exibição, espalhamos garrafas pet pelo salão, montando nosso cenário. Cheios de estilo, nossos pequenos dançaram livremente entre as garrafas, explorando os espaços vazios e exercendo sua criatividade.